Quinta-feira, 16 Agosto 2018  14:47:40

Jeferson Vieira

Roger lamenta seca de gols no Corinthians

Segunda, 13 Agosto 2018 23:25 Publicado em Esporte

Com um gol nos acréscimos do segundo tempo, o Corinthians foi derrotado de virada pela Chapecoense por 2 a 1, no domingo (12), em Chapecó (SC), pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um dos que mais lamentou o resultado negativo foi o centroavante Roger, que teve mais uma oportunidade como titular, mas passou em branco outra vez.

"As chances aparecem e tenho trabalhado muito. Se isso é frustrante para alguns, imaginem para mim. Mas tenho tentado excessivamente fazer o meu melhor para a bola entrar", comentou Roger, que tem apenas dois gols marcados em 14 jogos como jogador do Corinthians. O último deles foi no empate por 1 a 1 no clássico contra o Santos, em 6 de junho, em São Paulo.

Na Arena Condá, Roger teve chances para acabar com essa seca. No lance do gol de Marquinhos Gabriel, o goleiro Jandrei espalmou para frente uma cabeçada do centroavante. "Na cabeçada em que saiu o gol do Marquinhos, foi mérito do Jandrei (goleiro adversário), que veio se jogando na bola. A segunda bola (que isolou) era mais difícil. Tentei bater o mais rapidamente possível para o Douglas (zagueiro rival) não chegar", justificou.

Para amanhã (15) novamente contra a Chapecoense, em Chapecó, Roger não poderá jogar, já que já atuou na Copa do Brasil pelo Internacional. Na partida de ida, em São Paulo, o Corinthians venceu por 1 a 0.

"Muda tudo para esse jogo. É um mata-mata e a equipe que colocaremos em campo é aquela considerada titular hoje, vivendo um melhor momento", comentou Roger.

Quer conhecer as pesquisas, tendências e inovações mais recentes relacionadas ao desenvolvimento de software e ainda participar de um dos maiores eventos de computação científica do mundo? Basta comparecer à 9ª edição do Congresso Brasileiro de Software (CBSoft), que acontece de 17 a 21 de setembro. Trata-se de um dos maiores eventos que promove e incentiva a troca de experiências entre profissionais da indústria e pesquisadores da academia. Realizado pela primeira vez na capital nacional da tecnologia, o evento será no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site do evento: www.sbc.org.br/cbsoft2018. Os valores da inscrição variam de acordo com o nível de formação do participante e da data em que se inscrever. Destinada a graduandos, pós-graduandos, pesquisadores e profissionais da indústria, o CBSoft terá um público estimado em cerca de 700 participantes.

Ao longo dos cinco dias de evento, integram o CBSoft quatro simpósios tradicionais organizados pela comunidade brasileira de desenvolvimento de software. Além disso, o evento também conta com uma série de minicursos, workshops, tutoriais e palestras com convidados brasileiros e estrangeiros, entre outras atividades. Um dos destaques dessa edição é a trilha da indústria, que promoverá discussões sobre as possibilidades de cooperação entre academia, indústria e governo. “O principal objetivo da trilha é melhorar as condições de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Além de criar uma grande oportunidade para alunos e pesquisadores de engenharia de software e sistemas de informação estabelecerem uma cooperação com as empresas”, afirma Elisa Nakagawa, professora do ICMC e coordenadora geral do evento. A programação completa estará disponível, em breve, no site do congresso.

Outra novidade na programação é o painel 50 Anos de Engenharia de Software: história e perspectivas no Brasil que relembra a origem do termo engenharia de software, oficialmente instituído durante a Conferência de Engenharia de Software da OTAN, na Alemanha. O painel tem o objetivo de promover uma discussão acerca de como essa área tem evoluído desde o século passado no Brasil e no mundo.

Realização - Promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), integram o CBSoft quatro eventos tradicionais: Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software (SBES); Simpósio Brasileiro de Componentes, Arquiteturas e Reutilização de Software (SBCARS); Simpósio Brasileiro de Testes de Software Sistemático e Automatizado (SAST) e Simpósio Brasileiro de Linguagens de Programação (SBLP). O congresso é organizado pelo ICMC, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e pelo Instituto Federal de São Paulo (IFSP), campus São Carlos, e tem o apoio da Prefeitura Municipal de São Carlos. (Texto: Talissa Fávero - Assessoria de Comunicação do ICMC/USP).

 

Gabriel grava DVD em São Carlos

Quinta, 09 Agosto 2018 08:28 Publicado em Cultura

Na noite da última terça-feira (7), o cantor Gabriel recebeu, na casa de shows Banana Brasil Eventos, em São Carlos, os amigos, familiares e convidados para a gravação do seu primeiro DVD solo, intitulado “Novo Sonho”.

Após 22 anos ao lado do seu ex-parceiro Zé Henrique, o músico que tem uma das vozes mais admiradas do sertanejo, inicia uma nova etapa em sua trajetória na música. “É um novo sonho. É uma nova trajetória, agora em carreira solo. É mais um sonho e tenho muita satisfação de estar vivendo ele, que agora se torna realidade”, falou Gabriel.

Sobre a gravação do DVD ser na casa de shows Banana Brasil Eventos, em São Carlos, Gabriel disse que é um lugar que ele gosta muito e que a cidade sempre o recepcionou bem quando fazia dupla com Zé Henrique. “Sempre que a gente veio até São Carlos, a gente sempre foi muito bem recebido, principalmente aqui no Bacana Brasil, onde Zé Henrique e Gabriel fizeram grandes apresentações. Então eu achei bacana gravar o DVD aqui, por essa energia que a gente recebe, que sempre teve aqui, e também a casa sempre foi uma casa que a gente gosta de tocar aqui, tem uma energia boa, eu gosto da localização dela, então quis fazer aqui, acabou dando certo, o pessoal da casa também abraçou esse projeto e deu tudo certo”, ressaltou.

O DVD de Gabriel, “Novo Sonho”, conta com regravações e canções inéditas. “Das músicas que eu gravei com o Zé Henrique, eu vou regravar quatro delas, não são as mais tocadas, não são os maiores sucessos, mas são músicas maravilhosas. Também estou regravando outras canções e de outros artistas e o restante das canções são canções inéditas”, contou o músico.

O primeiro projeto em carreira solo de Gabriel, gravado em São Carlos, terá as participações de diversos amigos e intérpretes da música sertaneja, que estiveram na cidade para apoiar e cantar junto com o músico, entre eles; Daniel, Gustavo Mioto, Rodrigo Marim, as duplas Fernando & Sorocaba, Edson & Hudson, Gian & Giovani, Otávio Augusto & Gabriel e sua namorada, a cantora Kerolayne, que juntos evidenciarão um novo tempo para o cantor.

PUBLICIDADE

Atlântica

PUBLICIDADE

Jornal 1ª Primeira Página. Todos os direitos reservados.