15 de Julho de 2024

Dólar

Euro

Notícias

Jornal Primeira Página > Notícias > Assunção vê sequência difícil no Brasileiro

Assunção vê sequência difícil no Brasileiro

13/09/2011 19h31 - Atualizado há 13 anos Publicado por: Redação
Assunção vê sequência difícil no Brasileiro

altO fato de enfrentar adversários que não estão bem colocados na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro não empolgam Marcos Assunção. Nas próximas quatro partidas, o Palmeiras encara Avaí, Ceará, Atlético/GO e América/MG, e para o volante palmeirense, a sequência é ainda mais complicada.

“É claro que o Palmeiras precisa impor um ritmo de time grande, que precisa reagir, mas quando a bola começa a rolar, são 11 contra 11. Não existe mais essa coisa de camisa. O campeonato está muito nivelado e todos os times entram em campo dando a vida. Na competição deste ano, o que mais tem acontecido é isso, os times lá de baixo ganhando dos que estão em cima. Não podemos nos iludir com isso”, declarou o jogador, que citou as dificuldades que será encarar o Avaí neste domingo, em Florianópolis.

“O fato do Avaí estar entre os últimos não significa nada. Acompanhei alguns do Avaí, venceu Corinthians, Flamengo. Não era para estar nessa situação”, declarou. Apesar do respeito, o camisa 20 sabe que somente uma vitória interessa ao Verdão, mesmo atuando como visitante. “Para nós, só a vitória interessa. Vamos para lá com esse objetivo. Com todo o respeito que temos pelo Avaí, vamos viajar com o pensamento de conseguir os três pontos.”

Mesmo caindo na tabela e se distanciando dos líderes, Assunção acha que o Palmeiras ainda pode brigar pelo título. “O objetivo ainda é o título. Já vimos exemplos de campeonatos passados que dá para chegar. Com todo respeito à Copa Sul-Americana, nós não podemos ficar pensando nisso. Quem joga no Palmeiras precisa pensar em objetivos maiores, que é título e vaga na Libertadores. Conversamos nesta manhã sobre isso e deixamos claro aos dirigentes que ainda sonhamos com a conquista.”

O volante também saiu em defesa dos torcedores ao afirmar que prefere atuar dentro de casa, mesmo com os últimos maus resultados como mandante. “Não temos de colocar culpa nenhuma na torcida. Contra o Inter, eles apoiaram muito até levarmos o segundo gol. Não chegamos ao ponto de ter pressão dentro de casa. É claro que se não continuarmos ganhando, as cobranças certamente vão aumentar, mas com certeza prefiro muito mais jogar em casa do que fora.” (Agência Palmeiras – Fábio Finelli)

Foto: Filipe Araújo/AE{jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x