5 de Março de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Chapecoense prepara homenagem às vítimas de tragédia de avião de 2016

Chapecoense prepara homenagem às vítimas de tragédia de avião de 2016

Em comunicado, o clube afirmou que abrirá a Arena Condá para que as homenagens possam ser feitas

29/11/2023 16h27 - Atualizado há 3 meses Publicado por: Redação
Chapecoense prepara homenagem às vítimas de tragédia de avião de 2016 Foto: Daniel Isaia / Agência Brasil / Reprodução
Reportagem: Estadão Conteúdo

Em meio à comemoração pela permanência na Série B do Campeonato Brasileiro, ocorre uma data muito importante para a Chapecoense. Nesta quarta-feira (29), são completados sete anos da tragédia de avião que matou 71 pessoas. Em comunicado, o clube afirmou que abrirá a Arena Condá para que as homenagens possam ser feitas.

“Nesta quarta-feira, o momento mais difícil da história da Chapecoense completará sete anos. A data aflora a saudade, mas também se tornou um marco para o cultivo de boas lembranças e para a demonstração de carinho e do respeito à memória dos que nos deixaram”, escreveu a Chapecoense.

O clube abrirá a Arena Condá entre 9h e 22h, com acesso através da Ala Norte, “para que os torcedores possam prestar suas homenagens, realizar as suas orações e ter um momento de reflexão”. Na parte central do gramado, flores brancas serão dispostas de forma simbólica e um dos refletores do estádio permanecerá aceso.

A Chapecoense encerrou a temporada no último sábado, quando venceu o campeão Vitória, por 3 a 1, garantindo a permanência na Série B. O time terminou com 40 pontos, em 16º lugar, uma posição fora da zona de rebaixamento, aberta pelo Sampaio Corrêa, com 39. Ao todo, foram nove vitórias, 13 empates e 16 derrotas.

O ACIDENTE

Em 29 de novembro de 2016, o voo da empresa LaMia, que levava o time de futebol da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, onde seria realizada a final da Copa Sul-Americana, caiu próximo à cidade após partir de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Segundo relatório do Grupo Colombiano de Investigação de Acidentes Aéreos, a principal causa foi a falta de combustível. O desastre teve 71 vítimas fatais, sendo 64 brasileiros, incluindo jogadores, integrantes da comissão técnica, dirigentes, jornalistas esportivos e alguns convidados.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x