21 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Fluminense abre busca do tricampeonato cedendo empate ao Volta Redonda no fim

Fluminense abre busca do tricampeonato cedendo empate ao Volta Redonda no fim

Time entrou em campo com uma formação bastante modificada por causa das férias dos titulares

19/01/2024 06h31 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Fluminense abre busca do tricampeonato cedendo empate ao Volta Redonda no fim Foto: Lucas Mercon / Fluminense / Reprodução

Reportagem: Estadão Conteúdo

O Fluminense largou em busca do tricampeonato do Campeonato Carioca com um gosto amargo. Mesmo com escalação reserva e repleta de jovens da base, a equipe vencia o Volta Redonda no Raulino Oliveira por 1 a 0 até os minutos finais, quando cedeu a igualdade, por 1 a 1, em belo gol de MV de fora da área.

Querendo repetir o tricampeonato conquistado entre 1983 e 85, na época com os ídolos Washington e Assis decisivos, o Fluminense entrou em campo com uma formação bastante modificada por causa das férias dos titulares – disputaram o Mundial em dezembro e nem voltaram aos treinos ainda. Nem o técnico Fernando Diniz esteve na beirada do campo no Raulino Oliveira.

Coube ao interino Marcão comandar os meninos diante de um rival do qual perdeu duas vezes por 2 a 1 na Taça Guanabara de 2023, na fase de classificação e depois na ida das semifinais. No mata-mata, porém, a partida da volta foi em grande estilo, com implacáveis 7 a 0.

No meio de tantos nomes desconhecidos, os destaques eram o zagueiro Antônio Carlos, contratado para a vaga do capitão Nino, negociado com o russo Zenit, e o atacante Lelê, comprado em definitivo por R$ 4 milhões.

Logo aos cinco minutos, no terceiro lançamento às costas da marcação, o Volta Redonda abriu o marcador, com o centroavante Ítalo Carvalho. A auxiliar anotou impedimento no lance. Como não há VAR nessa fase do Carioca, o atual bicampeão acabou escapando de sair em desvantagem.

Ex-jogador do Volta Redonda, adquirido em definitivo no começo do ano, Lelê era a principal arma ofensiva do técnico Marcão. Além dos marcadores, o atacante tinha um rival a mais: a ex-torcida. Ele era vaiado a cada toque na bola no Raulino Oliveira.

Os apupos, contudo, serviam de combustível e a todo momento o artilheiro, que busca ganhar mais espaço no time de Fernando Diniz, aparecia na frente finalizando ou criando lance de perigo. Em bobagem da defesa, a bola sobrou para Arthur servir e Lelê bater colocado e abrir o marcador aos 18 minutos.

Comemorou ‘retribuindo’ as provocações com a mão na orelha cobrando os gritos das arquibancadas – no intervalo, Lelê pediu desculpas à torcida do Volta Redonda pela provocação. Em finalização cruzada, o camisa 18 novamente levou perigo aos donos da casa. Mas pegou mal na bola, mandando sem direção.

O Volta Redonda teve a chance do empate aos 25, após pênalti cometido por Gustavo Apis. Ítalo Carvalho pegou a bola e bateu para bela defesa de Vitor Eudes, que voou no rebote e impediu o gol do centroavante.

Mesmo com escalação recheada de jovens, o Fluminense teve outras oportunidades para ampliar a vantagem antes do intervalo. Mas parou no goleiro Paulo Henrique com Lelê e Isaac ou errando o alvo, com João Neto.

O Volta Redonda voltou mais ofensivo na etapa final e novamente foi salvo pelo goleiro Vitor Eudes em duas grandes defesas com menos de 10 minutos. Lelê respondeu, também dando trabalho a Paulo Henrique.

Com o passar do tempo, o Volta Redonda começou a errar passes e não encaixar mais ataques. O Fluminense só ia na boa, mesmo assim, assustando quando finalizava. A parada técnica serviu para o técnico Felipe Loureiro tentar ajustar o time mandante, enquanto Marcão mostrava-se satisfeito com sua equipe.

E as recomendações de Felipe deram certo. Aos 43 minutos, MV acertou lindo chute de fora da área e empatou a partida, finalmente conseguindo superar o goleiro Vitor Eudes. Com sete minutos de acréscimos, o Fluminense colocou todo mundo no ataque para buscar o gol do triunfo. Antônio Carlos cabeceou raspando e desperdiçou a última chance.

FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 1 x 1 FLUMINENSE

VOLTA REDONDA – Paulo Henrique; Wellington Silva, Augusto, Luan (Marco Gabriel, depois Juninho Monteiro) e Sanchez; Henrique Silva (Bruno Barra), Léo Silva, Robinho (Lucas Oliveira) e Júlio César (Thiago Alagoano); MV e Ítalo Carvalho. Técnico: Felipe Loureiro.

FLUMINENSE – Vitor Eudes; Alexandre Jesus (Justen), Luan Freitas, Antônio Carlos e Cristiano; Felipe Andrade, Gustavo Apis (Edinho) e Arthur (Kauã Elias); Isaac (Rafael Monteiro), João Neto e Lelê. Técnico: Marcão.

GOLS – Lelê, aos 18 minutos do primeiro tempo; MV, aos 43 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Robinho, Luan, Henrique Silva, Júlio César e Wellington Silva (Volta Redonda); Lelê e Vitor Eudes (Fluminense).

ÁRBITRO – Tarcizo Pinheiro Caetano.

RENDA – R$ 101.395,00.

PÚBLICO – 4.768 presentes.

LOCAL – Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x