25 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Presidente da CBF reúne clubes e busca pacificação

Presidente da CBF reúne clubes e busca pacificação

O encontro teve a duração de duas horas

10/01/2024 09h05 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
Presidente da CBF reúne clubes e busca pacificação Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Reprodução

Reportagem: Estadão Conteúdo

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, usou o tom da conciliação ao reunir os clubes das Séries A e B do futebol brasileiro para cuidar da pacificação do ambiente político em reunião, na sede da entidade, no Rio.

O encontro teve a duração de duas horas. Em meio a algumas cobranças, porém, o tom das conversas foi de alinhamento de posições a fim de buscar um entendimento após a crise política que culminou com o afastamento do presidente e depois com a sua volta ao posto de mandatário.

“Foi uma reunião altamente positiva. Falamos do futuro do futebol brasileiro, das melhorias das competições ouvindo mais os clubes. Ouvimos todos de forma independente para que possamos colocar todas as sugestões propostas nas reuniões dos Conselhos Técnicos”, afirmou Ednaldo Rodrigues.

O dirigente classificou o encontro como produtivo e disse que clubes e CBF acabam saindo fortalecidos desta situação. “A nossa pretensão é construir um futebol brasileiro cada vez mais forte e com a participação direta dos clubes”, afirmou dirigente que agradeceu a solidariedade prestada na reunião.

A crise na CBF teve como clímax a visita de executivos da Fifa na última segunda-feira por causa da saída e do retorno de Ednaldo do cargo de presidente da entidade que comanda o futebol brasileiro.

Emílio Garcia, diretor de assuntos jurídicos da Fifa, exaltou a postura de Gilmar Mendes, ministro do Superior Tribunal Federal, de garantir Ednaldo Rodrigues à frente da entidade. “A presença da Fifa aqui foi para garantir a independência da CBF e o cumprimento dos estatutos da Fifa e da Conmebol. Ficamos aliviados com a decisão do STF (Superior Tribunal Federal) e ficamos contentes que voltamos à situação original”, disse Garcia.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x