23 de Julho de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Projeto quer ser referência

Projeto quer ser referência

Formando Cidadãos atende mais de mil crianças e jovens com idade entre 8 e 17 anos em dez municípios do interior paulista

04/07/2024 00h03 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Projeto quer ser referência FOTO: Com sede em São Joaquim da Barra, o projeto oferece aulas gratuitas de vôlei de quadra e praia para mais de mil crianças com idade entre 8 e 17 anos em dez núcleos FOTO: Governo SP

PORTAL SP

Uma das razões para o Brasil ser uma potência no vôlei é o trabalho caprichado e contínuo nas categorias de base. As seleções se renovam com qualidade e sem perder a mentalidade vencedora. Foi pensando nesse processo e no valor educacional do esporte que o Instituto Life lançou em 2016 o projeto Formando Cidadãos.

Com sede em São Joaquim da Barra, o projeto oferece aulas gratuitas de vôlei de quadra e praia para mais de mil crianças com idade entre 8 e 17 anos em dez núcleos distribuídos pelo interior paulista. Coordenadas por profissionais de educação física, as atividades acontecem duas vezes por semana em quadras públicas e espaços privados, no contraturno escolar.

“O projeto desempenha um papel crucial na formação de jovens em nossa comunidade. Através do vôlei, não apenas ensinamos habilidades esportivas, mas também valores essenciais como disciplina, trabalho em equipe, respeito e perseverança”, diz Luccas Lima, cofundador do Instituto Life. Além das aulas, o projeto promove campeonatos internos e clínicas com especialistas no esporte e ex-atletas.

Formando Cidadãos aplica sua metodologia no interior paulista

Desde 2022, o Formando Cidadãos está enquadrado na Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, iniciativa da Secretaria de Esportes do Estado de SP. Segundo Luccas, esse recurso é chave para mantê-lo em funcionamento. “A verba obtida permite que possamos oferecer estrutura adequada, materiais esportivos de qualidade e profissionais capacitados para orientar e inspirar os jovens. Sem esse apoio, muitos projetos como o nosso não teriam a possibilidade de existir ou se sustentar.”

Contribuir para o senso de cidadania de seus alunos é a força motriz do programa. Essa filosofia, entretanto, não ignora a competitividade do esporte. O Formando Cidadãos também faz sua parte catapultando talentos para clubes da elite: recentemente, uma aluna foi convidada para uma temporada de testes no Sesi-Bauru.

Uma das propostas para longo prazo é transformar o Formando Cidadãos em uma plataforma de referência no desenvolvimento de novos valores para o vôlei brasileiro.

“Planejamos a criação de um centro de excelência esportiva, onde jovens talentos possam receber treinamento especializado e ter acesso a recursos avançados para desenvolver todo o seu potencial. Nosso DNA é educacional, mas o esporte de alto nível é uma consequência inevitável a médio e longo prazo”, explica Luccas, que prevê também um aumento na capilaridade do atendimento. “Queremos ampliar o número de núcleos atendidos, levando as nossos serviços a comunidades que não têm acesso a atividades esportivas e educativas de qualidade.”

Lei Paulista de Incentivo ao Esporte

Regulamentada pelo decreto 55.636 de 26/03/2010, a Lei Estadual de Incentivo ao Esporte de São Paulo contempla projetos vinculados às áreas educacional, formação desportiva, rendimento, sociodesportivo, participativa, gestão e desenvolvimento e infraestrutura. Ela possibilita à iniciativa privada o apoio a projetos esportivos elaborados por entidades privadas sem fins lucrativos de natureza esportiva ou por Prefeituras no Estado de São Paulo. Mais informações em lpie.sp.gov.br.

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x