28 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Suárez e Aline Gomes ganham Bola de Ouro do Campeonato Brasileiro

Suárez e Aline Gomes ganham Bola de Ouro do Campeonato Brasileiro

Iniciativa premia melhores craques de 2023

08/12/2023 14h19 - Atualizado há 3 meses Publicado por: Redação
Suárez e Aline Gomes ganham Bola de Ouro do Campeonato Brasileiro Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Agência Brasil / Reprodução
Reportagem: Agência Brasil

A mais tradicional – e a maior – premiação do futebol nacional, a ESPN Bola de Prata Sportingbet, elegeu na quinta-feira (7), em São Paulo, os melhores jogadores e as melhores jogadoras do Campeonato Brasileiro. E os premiados com a Bola de Ouro foram Aline Gomes, da Ferroviária, e Luís Suárez, do Grêmio.

Além da Bola de Ouro, a jogadora Aline Gomes também foi recebeu duas Bolas de Prata de revelação do campeonato e melhor atacante. Já Suárez levou também a Bola de Prata de melhor atacante.

“Sempre vou me lembrar de todo o carinho da gente daqui, do torcedor do Grêmio e dos torcedores de outros times. Isso vai ficar na minha lembrança”, disse Suárez, que está se despedindo do Brasil. Ele deve ir para o Inter Miami, onde joga seu amigo Lionel Messi.

Aline, a maior vencedora da noite, celebrou os prêmios que recebeu. “Fiquei sabendo que tinha recebido o Bola de Ouro e também de [melhor] atacante. Mas o de revelação foi uma surpresa, só foi revelado na hora. Estou muito feliz”, disse ela.

Quando questionada se poderá, no futuro, se tornar sucessora da Marta, considerada a maior jogadora da história do Brasil e do futebol mundial, Aline disse que poderá assumir essa responsabilidade. “Essa é uma responsabilidade muito grande, mas aceito. Vou pegar para mim essa responsabilidade. Igualar-me a ela será muito difícil, não tem como comparar. Mas aceito esse posto e vou treinar bastante [para isso]”, argumentou.

Bola de Prata

Com a Bola de Prata, que premia os melhores jogadores e jogadoras do campeonato em diversas categorias, a equipe que teve mais atletas premiados foi o Palmeiras, que se consagrou campeão brasileiro na noite de quarta-feira (6), conquistando o 12º título no Campeonato Brasileiro.

No masculino, o Palmeiras conquistou a Bola de Prata de melhor treinador para Abel Ferreira. Também foram premiados o jovem Endrick (revelação e gol mais bonito), o goleiro Weverton, Raphael Veiga (meia), Mayke (lateral-direito), Murilo (zagueiro) e Piquerez (lateral-esquerdo).

Outros jogadores que levaram a Bola de Prata foram: Adryelson (zagueiro do Botafogo), Villasanti (volante do Grêmio), Pulgar (volante do Flamengo), Arrascaeta (meia do Flamengo) e Hulk (atacante do Atletico-MG). Paulinho, do Atlético-MG, levou a Bola de Prata de artilheiro do Brasileirão, com 19 gols.

Técnico do Palmeiras quer descansar

Durante entrevista após receber o prêmio de melhor técnico de uma equipe masculina no Campeonato Brasileiro, Abel Ferreira falou sobre a sua permanência no Palmeiras. “Primeiro de tudo eu preciso descansar. Não posso tomar boas decisões no meio do furacão. Sou um treinador muito emocional. Tomei decisões muito egoístas nos últimos anos que tiveram impacto na minha família. Mas há uma forte oportunidade de eu continuar o meu contrato, gosto de cumprir meus contratos”, disse ele, reforçando que ainda vai pensar sobre o assunto.

“Ao contrário do que alguns pensam, ganhar de forma consecutiva dá muito trabalho. É um desgaste muito grande, é preciso muita energia. E eu preciso ter energia: mas quem cuida de mim para eu cuidar dos outros? Minha função é cuidar dos outros, inspirar os outros, passar energia aos outros. Mas quem faz isso comigo? Foram três anos muito intensos, muito prazerosos, de muitas conquistas, de muitas alegrias e algumas desilusões. Mas o mais importante agora é pedir que os torcedores palmeirenses desfrutem do título e não pensem no treinador do Palmeiras. Um dia o treinador do Palmeiras vai embora. Não sei quando. Mas o Palmeiras vai continuar sendo grande. Mas o que preciso agora é ir para casa e descansar, desligar as luzes e estar com minha família”, completou.

Futebol feminino

Já no futebol feminino, o grande vencedor foi o Corinthians, que venceu todas as quatro competições que disputou este ano: Libertadores, Paulista, Brasileiro e Supercopa do Brasil. O então técnico da equipe, Arthur Elias, que atualmente assumiu a seleção brasileira feminina, também foi premiado como o melhor treinador do Brasileiro. Também foram premiadas as jogadoras Kati (lateral-direita), Duda Sampaio (meia), Jheniffer (atacante), Yasmin (lateral-esquerda), Luana Bertolucci (volante), Vic Albuquerque (meia).

Outras jogadoras que foram contempladas com a Bola de Prata foram Luciana (goleira da Ferroviária), Day Silva e Luana (zagueiras da Ferroviária) e Brena (Santos).

Amanda Gutierres (Palmeiras) levou a Bola de Prata como artilheira (14 gols) e Vanessinha (Cruzeiro) venceu a disputa do gol mais bonito da competição.

Aos jornalistas, após receber o prêmio, o técnico Arthur Elias disse que 2023 foi um “ano fantástico” para ele.

“Vencemos os quatro campeonatos que disputamos. Sair do Corinthians com esse resultado é muito gratificante para mim, deixei um grande legado. Além desse ano histórico para o clube, veio o convite para a seleção brasileira. Me preparei muitos anos para isso e eu estou otimista com tudo o que posso construir lá. A gente quer colocar a seleção brasileira em outra posição e que todo mundo volte a respeitar e admirar a seleção. Elas [as atletas] merecem”, ponderou.

Bola de Ouro

A edição deste ano marca os 50 anos do troféu Bola de Ouro, destinado ao melhor jogador e melhor jogadora do Campeonato Brasileiro. O troféu foi criado em 1973, após três edições do Bola de Prata, evento que, na época, era promovido pela Revista Placar. Na primeira edição, houve um fato inusitado, que nunca mais se repetiu: o prêmio foi dividido entre dois jogadores: o goleiro argentino do Santos, Agustín Cejas, e o zagueiro uruguaio do Grêmio, Atílio Ancheta.

Ao longo dos anos, a iniciativa consagrou grandes craques e nomes do futebol brasileiro como Zico, que levou o prêmio em 1974 e em 1982 pelo Flamengo. Além dele, também ganharam duas Bolas de Ouro os jogadores Falcão (em 1978 e 1979), Toninho Cerezo (1977 e 1980), o goleiro Roberto Costa (1983 e 1984) e César Sampaio (1990 e 1993).

Outros grandes jogadores que já receberam o troféu foram Neymar (2011), Ronaldinho Gaúcho (2012) e Romário (2000). Desde 2021, o prêmio passou também a contemplar a competição feminina.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x