28 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > EUA e aliados condenam ataques em rota comercial estratégica no Mar Vermelho e prometem punição

EUA e aliados condenam ataques em rota comercial estratégica no Mar Vermelho e prometem punição

As nações pedem o fim imediato dessas agressões e a libertação de tripulantes capturados

04/01/2024 10h24 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
EUA e aliados condenam ataques em rota comercial estratégica no Mar Vermelho e prometem punição Foto: Arte / Jornal Primeira Página

Reportagem: Estadão Conteúdo

Estados Unidos, Austrália, Bahrein, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Alemanha, Itália, Japão, Holanda, Nova Zelândia e Reino Unido publicaram comunicado conjunto, no qual condenam ataques recentes contra embarcações de transporte marítimo de carga na região do Mar Vermelho, rota estratégica para o comércio global. As nações pedem o fim imediato dessas agressões e a libertação de tripulantes capturados e diz que os rebeldes houthis, do Iêmen, terão a responsabilidade pelas consequências, “caso continuem a ameaçar vidas, a economia global e o fluxo livre de comércio em águas cruciais da região”.

O grupo de países diz estar comprometido a responsabilizar os autores dos ataques “ilegais”, “inaceitáveis” e “profundamente desestabilizadores”. O comunicado, divulgado pela Casa Branca, diz que não há justificativa para que os civis dos navios de transporte de carga sejam alvos. O comportamento dos rebeldes ameaça diretamente a liberdade de navegação, um pilar do comércio global em uma de suas águas mais importantes, diz o texto.

O comunicado ainda destaca que quase 15% do comércio internacional global por via marítima passa pela região atingida, incluindo 8% do comércio global de grãos, 12% do comércio feito por via marítima de petróleo e 8% do com gás natural liquefeito. As empresas têm reorientado rotas pelo Cabo da Boa Esperança, o que acarreta semanas de atraso e aumenta custos, o que no fim das contas ameaça o movimento de alimentos, combustível e assistência humanitária, explica o texto.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x