28 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > Três jovens de origem palestina são baleados nos EUA

Três jovens de origem palestina são baleados nos EUA

As autoridades disseram que o ataque pode ter sido um crime de ódio

27/11/2023 15h33 - Atualizado há 3 meses Publicado por: Redação
Três jovens de origem palestina são baleados nos EUA Foto: Arte / Jornal Primeira Página
Reportagem: Estadão Conteúdo

Três jovens de origem palestina que estavam em Burlington, no Estado norte-americano de Vermont, para o feriado de Ação de Graças, que ocorreu na quinta-feira (23), foram baleados e feridos, um deles gravemente, perto da Universidade de Vermont (UVM), informou a polícia no último domingo (26). As autoridades disseram que o ataque pode ter sido um crime de ódio.

Os tiros foram disparados por volta das 18h25 de sábado, 25, perto do campus da UVM, de acordo com o chefe de polícia de Burlington, Jon Murad. Ele acrescentou que a polícia está à procura do atirador.

Duas das vítimas estão em condições estáveis, mas a terceira sofreu “ferimentos muito mais graves”, disse Murad em comunicado de imprensa. Os três, todos de 20 anos, visitavam a casa de um deles e caminhavam quando foram confrontados por um homem branco armado.

“Sem falar, ele disparou pelo menos quatro tiros da pistola e acredita-se que tenha fugido”, disse Murad em comunicado. “Todas as três vítimas foram atingidas, duas no torso e uma nas extremidades baixas.”

Murad disse que os três homens são descendentes de palestinos. Dois são cidadãos dos Estados Unidos e um é residente legal. Dois dos homens usavam lenços “kafia” palestinos preto e branco. Murad acrescentou que não há informações adicionais que sugiram o motivo do suspeito.

“Minhas mais profundas condolências às vítimas e suas famílias”, disse Murad no comunicado. “Neste momento de tensão, ninguém pode olhar para este incidente e não suspeitar que pode ter sido um crime motivado pelo ódio. Já entrei em contato com colegas federais e a promotoria para me preparar para isso, caso seja comprovado.”

O FBI, a polícia federal dos EUA, disse estar ciente do ocorrido “Se, no decurso da investigação local, surgirem informações sobre uma potencial violação federal, o FBI está preparado para investigar”, disse Sarah Ruane, porta-voz do FBI baseada em Albany, Nova York, em comunicado.

Protestos têm se proliferado e as tensões estão aumentando nos Estados Unidos frente ao avanço do número de mortos na guerra entre Israel e o Hamas, na Faixa de Gaza, Palestina.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x