16 de Julho de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Entre flagrantes e mandados, mais de 840 pessoas foram presas durante 2022 em São Carlos – ASSISTA ENTREVISTAS

Entre flagrantes e mandados, mais de 840 pessoas foram presas durante 2022 em São Carlos – ASSISTA ENTREVISTAS

Município apresentou alta nos homicídios, porém 80% dos casos foram esclarecidos com agilidade em resposta para a sociedade

30/01/2023 05h12 - Atualizado há 1 ano Publicado por: Redação
Entre flagrantes e mandados, mais de 840 pessoas foram presas durante 2022 em São Carlos – ASSISTA ENTREVISTAS Fotos: Jean Guilherme / Jornal Primeira Página

Reportagem, Imagens e Edições: Jean Guilherme

 

Diante das estatísticas criminais de todo o ano de 2022, divulgada na última semana pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, a reportagem do Jornal Primeira Página entrevistou o delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), João Fernando Baptista, e também o comandante do 38º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) de São Carlos (SP), a fim de também divulgar os indicadores sobre a produtividade policial em todo o município, dando resposta à altura para o combate à criminalidade.

Segundo os dados divulgados pela pasta estadual, São Carlos contabilizou em 2022 o total de 28 ocorrências de porte, 158 casos de tráfico e 76 apreensões de entorpecentes. Foram registradas ainda 25 ocorrências de porte ilegal e 96 armas de fogo foram apreendidas em intervenções diversas. Quanto aos flagrantes delitos, foram lavrados 458 casos, sendo 60 menores apreendidos e 544 pessoas presas em tais situações. Ao todo foram contabilizadas 756 prisões efetuadas, sendo 16 adolescentes e 300 pessoas apreendidas durante cumprimento de mandados expedidos pela Justiça. 339 veículos oriundos de crimes foram recuperados pelas forças de segurança, sendo ainda instaurados um total de 1.740 inquéritos policiais em toda a cidade.

Em entrevista, o delegado de polícia, João Fernando Baptista, titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de São Carlos (SP), destacou que no último ano, não só a cidade de São Carlos (SP) mais como todo o Estado de São Paulo, apresentaram uma elevação considerada dos casos graves em crimes como homicídios, roubos e furtos de veículos, onde destacou ainda que tais fatos se deram, diante da reabertura da área comercial e também o maior fluxo de pessoas nas ruas, diante de flexibilizações estabelecidas na pandemia da covid-19.

“Um elemento que se acrescenta a tudo isso é a dificuldade econômica das pessoas, pois a pandemia, ela aumentou o número de pobres e miseráveis nas ruas”, destacou a autoridade policial.

“Aumentou e muito o número de armas de fogo nas ruas, pois o último governo realizou a liberação indiscriminada de armas de fogo, e nós nos últimos tempos temos visto um aumento no número de crimes com armas de fogo. É bom que se saliente, que há uma pesquisa no Fórum de Segurança Nacional, dando conta que a maioria dos crimes, cerca de 60% dos delitos, são praticadas com armas de fogo legalizadas, e isso é uma preocupação para a polícia”, afirmou o delegado.

“Ultimamente também temos visto, que muitos dos criminosos que praticam os crimes, tem se utilizado de armas de fogo alugadas, e isso dificulta e muito na elucidação desses crimes, porque muito das vezes essas armas simplesmente elas somem, não ficam nas mãos dos autores dos delitos”, disse João Fernando.

HOMICÍDIOS – De acordo com o delegado de polícia, as estatísticas criminais apresentadas mostram um aumento considerado nos casos de homicídios dolosos em toda a cidade de São Carlos (SP), porém as investigações criminais realizadas pelas equipes da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), apresentaram de forma rápida e ágil, em resposta para a sociedade o esclarecimento em torno de 75% desses casos, onde autores foram identificados, tiveram suas prisões decretadas pela Justiça por intermédio dos resultados obtidos nas apurações realizadas pela especializada de polícia e foram tirados de circulação o quanto antes.

“Pra se ter uma ideia, os resultados por nós obtidos, mostra uma porcentagem que leva a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) a ficar no mesmo patamar das melhores polícias do mundo, qualquer pesquisa no Google mostra para as pessoas, que nos países de primeiro mundo a porcentagem ideal para a solução de crimes de homicídios ficam nisso, entre 70 e 80%”, ressaltou.

Questionado sobre os crimes de roubos contra residências, o delegado de polícia afirmou que cerca de 90% de tais delitos tem a participação de adolescentes.

“Tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar, nós temos realizados diversas apreensões de adolescentes nas últimas semanas. A Polícia Civil, e apesar de serem outras instituições, eu acredito que a Polícia Militar e também a Guarda Municipal, nós estamos sim trabalhando em conjunto com o objetivo de abaixar esses índices”, finalizou João Fernando Baptista.

Durante a entrevista, o Tenente Coronel da PM Luiz Sergio Mussolini Filho, Comandante do 38º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) em São Carlos (SP), afirmou que comparar 2022 com 2021, onde diante da pandemia da covid-19, os índices de criminalidade eram baixíssimos, onde os infratores da Lei evitavam sair de casa para sair de casa porque todo mundo estavam em suas residências, é um apontamento que tem que ser levado em consideração.

“Vocês colocam na minha conta o que acontecer de 21 de novembro de 2022 para frente, para trás era outra Polícia Militar que nós tínhamos aqui em São Carlos (SP). Nós fizemos um remanejamento de 33 policiais militares internamente, eu unifiquei a administração de 2 companhias, e o excedente do efetivo nós colocamos na rua. Demos uma injeção na musculatura da Força Tática e hoje a cidade é patrulhada pelo policiamento especializado com 3 vezes mais viaturas e 4 vezes mais motocicletas, em relação ao que era antes da minha chegada aqui”, ressaltou o Tenente Coronel.

“Nós já vimos o reflexo disso ai na apreensão de 9 pessoas e 6 armas na semana passada, onde a nossa prioridade era combate o roubo à residência, e o roubo a residência parou, sinal disso que estamos no caminho certo e é esse o trabalho que vem sendo feito e vem tirando das ruas os infratores que estão cometendo este tipo de delito”. Destacou Mussolini.

TRÁFICO DE DROGAS E ROUBOS – Visando o combate ao tráfico de drogas, o Comandante da PM em São Carlos (SP) afirmou que toda vez que o policiamento bate no tráfico, a tendência são os casos de roubo apresentarem aumento, pois segundo ele o infrator da Lei não faz ‘empréstimo consignado’ para pagar o entorpecente perdido para a polícia, onde então ele parte para o roubo a fim de quitar sua dívida com a criminalidade.

RESULTADOS OBTIDOS – De 21 de novembro de 2022 para frente, foram registrados pela Polícia Militar, 27 casos de atos infracionais, sendo 33 adolescentes apreendidos, 74 casos de flagrantes delitos e 93 pessoas foram presas em tais situações. 47 procurados pela Justiça foram capturados, e em 60 dias 21 armas de fogo foram tiradas de circulação das mãos de infratores da Lei. Ao todo 81 veículos foram também recuperados pela PM e aproximadamente 4 toneladas de drogas foram apreendidas em São Carlos (SP) e demais cidades da área do batalhão.

“São números que colocam São Carlos (SP) em evidencia junto à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, positivamente, inclusive algumas dessas ocorrências foram destaque, sendo a melhor ocorrência em todo o território paulista, e a população infelizmente não sabe, onde na ocasião os policiais militares são homenageados pelo Comando Geral da PM, diante da magnitude da ocorrência obtida aqui em nossa região”, afirmou o Tenente Coronel.

NOVAS VIATURAS – Na última semana o 38º BPM/I recebeu 24 novas viaturas que serão empregadas no policiamento das cidades que abrangem a área do Batalhão, onde o maior destaque foi feito pelo Comandante da PM para as caminhonetes Ford Ranger, sendo um total de 7 veículos, que até então a Polícia Militar não tinha para atender as áreas rurais e já atuam no patrulhamento de tais regiões. “Isso vem contemplar aquelas pessoas que coloca a nossa comida na mesa”, destacou Luiz Sergio Mussolini Filho.

DESFALQUE NO EFETIVO – Segundo o Tenente Coronel PM Mussolini, existe um claro com a falta de policiais militares em todo o Estado de São Paulo, o que não é diferente no 38º BPM/I em São Carlos (SP), como por exemplo, na 1ª Cia do policiamento existe um desfalque de 32 policiais e na 2ª Cia, um total de 35 militares a menos, o que diante dessa falta deixa de ser empregada por dia segundo o Comandante, cerca de 8, 9 ou até 10 viaturas nas ruas, para atender toda a demanda do Batalhão.

“Eu acredito que a instituição esteja trabalhando para contratar novos policiais, e aos poucos ir repondo, tentando acertar esse problema que não é só daqui eu volto a falar, e sim no estado todo”, afirmou.

TRABALHO CONJUNTO – “O doutor João, da DIG, junto de seus funcionários tem trabalhado muito bem, e quando a Polícia Militar não consegue pegar o criminoso na ação preventiva, a Polícia Civil o pega na ação repressiva, e está dando certo. Sinto que estamos no caminho certo, sinto que São Carlos (SP) está com sentimento de segurança melhor, e nós procuraremos melhorar ainda mais”, disse o Tenente Coronel PM Mussolini.

“Nosso objetivo é zerar o roubo à residência, já falei que esse é um crime que bastante me incomoda, pois o marginal invade a residência, que é nosso asilo inviolável. Nós estamos fazendo o combate também ao roubo e roubo de veículos, furto de veículos e furto, além das ações na área social que continuam, pois 95% das nossas ocorrências são destinadas a atendimentos sociais, sendo 5% policiais e isso precisa mudar, pois a polícia tem que fazer serviço de polícia, e os outros órgãos públicos municipais, estaduais e federais, tem que fazer a parte deles, desobrigando a polícia dessa situação”, finalizou o Comandante.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x