19 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > ACISC reúne comerciantes e autoridades para discutir enchentes e segurança

ACISC reúne comerciantes e autoridades para discutir enchentes e segurança

Netto Donato destaca que atual administração está deixando grande legado em obras para enfrentamento das enchentes

16/04/2024 17h48 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
ACISC reúne comerciantes e autoridades para discutir enchentes e segurança

Representantes da Prefeitura de São Carlos se reuniram na noite de segunda-feira, 15, no auditório do Palácio do Comércio “Miguel Damha”, com diversos comerciantes para a discussão de dois assuntos importantes para o setor: o combate às enchentes e a segurança pública.

A reunião, que foi proposta pela nova Diretoria da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), foi aberta pela presidente da entidade, Ivone Zanquim, que agradeceu a presença das autoridades e dos comerciantes. “A ACISC, mais uma vez, cumpre com seu papel e reúne comerciantes e autoridades para discutir a questão das enchentes e da segurança. Aqui, os comerciantes estão tendo a oportunidade de discutir e debater assuntos de grande relevância, não só para o comércio, como para toda a sociedade são-carlense”, afirmou.

Netto Donato, secretário municipal de Governo, destacou que a atual administração está deixando um grande legado em obras para o enfrentamento das enchentes. “O que a gente deixa nessa administração, com certeza, é o legado de saber para onde São Carlos vai a partir da entrega desses projetos. Apresentamos na OAB São Carlos, agora na ACISC e vamos conversar em outras instituições para que elas cobrem do Poder Público, essa sequência de grandes obras aqui para o município de São Carlos”, destacou. “Muitas obras já começaram, algumas já se finalizaram e agora a gente tem os projetos que estão sendo apresentados”, completou.

João Muller, secretário municipal de Obras Públicas, apresentou todas as 18 obras de microdrenagem que foram e estão sendo executadas no enfrentamento às enchentes, bem como, os projetos futuros que deverão ser colocados em prática. “Sabemos que a Municipalidade não tem recursos financeiros para realizar todas essas obras, por isso, vamos buscar parcerias com os governos federal e estadual, financiamentos, enfim, pois não podemos mais conviver com essa situação de a cada um ou dois anos, termos que correr na Baixada do Mercado para socorrer as pessoas e ver que aqueles que investem para gerar trabalho, emprego e renda, acabam perdendo o seu patrimônio naquele local”, destacou.

Em relação às obras na Rotatória do Cristo, realizada pela Rumo Logística, Muller destacou que a empresa deu notícia muito boa. “No dia 23 de abril, vamos ter a troca de linha. Vai ser instalada a ponte que servirá para o sistema ferroviário, onde, após a sua instalação, vamos fazer a abertura e aquilo que seria apenas uma duplicação com tubulação, será transformada em uma ponte metálica de 86 metros de cumprimento. Então, poderá chover quatro vezes mais do que choveu naquele 28 de dezembro de 2022, que não teremos mais problema de represamento de água naquela região”, afirmou.

O secretário municipal de Segurança Pública e Defesa Social, Samir Gardini, destacou os investimentos e ações para a melhoria do setor e orientou para que os comerciantes acionem o 190 e registrem a ocorrência. “As forças de segurança trabalham em cima de números e se os fatos não forem noticiados, a gente não consegue traçar estratégias para atacar o problema. Daí, a necessidade de chamar a Polícia e registrar o furto, roubo ou o que for”, destacou.

Presente ao encontro, o representante do 38º Batalhão de Polícia Militar de São Carlos, capitão Renato Gonzales, reafirmou a fala de Samir. “O Samir disse tudo! A gente tem que registrar o fato. Já aconteceu casos de furtos, em que a polícia conseguiu recuperar o dinheiro e o comerciante se negou a ir até o plantão policial registrar a ocorrência porque já tinha recuperado seu bem”, relatou. “Temos uma defasagem muito grande de efetivo policial e esses números ajudam na cobrança pelo aumento de agentes na nossa cidade”, completou.

Ao final, Ivone fez uma avaliação bastante positiva do encontro. “Percebemos que a prefeitura está imbuída no enfrentamento desses problemas. Sabemos que no enfrentamento às enchentes, muitas obras já foram realizadas, e esperamos que os projetos contratados possam ser iniciados e esse problema seja ao menos mitigado, pois sabemos que não será solucionado do dia para a noite”, afirmou.

Além da presidente, participaram do encontro o vice-prefeito Edson Ferraz; o secretário municipal de Meio Ambiente, Junior Zanquim; os vereadores Bruno Zancheta e Rodson Magno; o presidente do Sincomercio, Paulo Gullo; os vice-presidentes da ACISC, José Fernando Domingues (Cygnus Seguros) e Mozart Maluf Pedroso (Paraki Estacionamento); os diretores Reginaldo Ignácio (De Millus), Eduardo Agazarian (Via Armenia), Danilo Loretto (Sumirê) e Fernando Chinaglia (Chinaglia Casa & Construção); do Conselho Consultivo José Roberto Messali (Peixaria Central) e Walter José Barros Jr (Casa São Jorge); e o assessor jurídico e o gerente Administrativo e Financeiro da entidade, Dr Estevam Luiz Muszkat e Alexandre Rosa, respectivamente.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x