29 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Chuva forte com granizo causa alagamentos em São Carlos

Chuva forte com granizo causa alagamentos em São Carlos

Diversos estragos foram registrados

07/02/2024 13h42 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Chuva forte com granizo causa alagamentos em São Carlos

São Carlos foi atingida por uma forte chuva no início da tarde desta quarta-feira (07/02). Em 15 minutos choveu mais de 70 mm, o equivalente a 35% da média estimada para todo o mês de fevereiro que é 200 mm.

A chuva intensa causou diversos pontos de alagamentos e de interdição em várias regiões da cidade, especialmente na rotatória do Cristo e na baixada do mercado municipal, no centro. Os prejuízos atingiram comerciantes que tiveram as lojas invadidas pela água e a correnteza e o vento forte também arrastaram veículos e motos. Não foram registradas vítimas até o momento.
Pela primeira vez o Centro de Controle Operacional (CCO) da Guarda Municipal, a pedido da Defesa Civil, acionou as cornetas localizadas na Praça do Mercado Municipal e na região da Rotatória do Cristo no sistema de alerta total. A ação foi simultânea com uma mensagem informativa sobre o risco de enchentes, solicitando o abandono imediato das áreas de risco. O primeiro alerta ocorreu às 13h05.
“Construímos um protocolo para que as pessoas em situações de risco tivessem tempo para tomar uma atitude, para abandonar a área, retirar veículos e mesmo fechar as portas no caso do comércio. Assim que começou a chuva fizemos o primeiro acionamento das cornetas como sinal preventivo e como a intensidade da chuva aumentou, acionamos o protocolo e disparamos a sirene, o sinal mais grave de alerta, orientando as pessoas para que abandonassem o local imediatamente, depois fizemos outros dois acionamentos insistindo para que as pessoas deixassem a área porque a água estava subindo rapidamente. Os comerciantes relatam ter ouvido os acionamentos das cornetas e adotado as providências. Mesmo assim foram registrados prejuízos materiais, mas já ajudou, evitando tragédias como na última tempestade que atingiu São Carlos”, salientou o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini.
De acordo com Pedro Caballero, diretor da Defesa Civil é possível que São Carlos receba mais chuvas intensas nesta quarta e quinta-feira. “A previsão para o mês de fevereiro é de, pelo menos, 200 mm. A chuva começou às 13h18 e até às 18h registramos 80 mm, porém tivemos um pico de 70 mm em 15 minutos no início da tarde”.
“A Prefeitura faz um trabalho de monitoramento das chuvas e estávamos acompanhando o que aconteceu em cidades de Rio Claro e Araraquara e hoje, infelizmente, ela atingiu São Carlos. Assim que as chuvas terminaram, as equipes da Prefeitura e do SAAE imediatamente compareceram ao centro da cidade, na Rotatória do Cristo e em todos os outros pontos de alagamento realizando a limpeza para a retomada da normalidade, o que está sendo feito com a maior agilidade possível. Também tivemos os alertas pelas cornetas sendo acionados antes da chuva forte e muitas pessoas conseguiram sair e fechar suas lojas por conta disto, mas algumas ainda sofreram prejuízos e estamos aqui ajudando”, disse Netto Donato, secretário de Governo.
Netto ressaltou, ainda, que a Prefeitura já realizou diversas obras de combate às enchentes para minimizar os alagamentos aqui no centro. “Além disso, o Prefeito Airton Garcia já assinou contrato com a Hidrostudio Engenharia S/S, empresa vencedora da licitação especializada em drenagem urbana, para elaboração de projetos executivos que visam solucionar os problemas de enchentes nas bacias dos Córregos do Gregório e do Simeão. A empresa já está fazendo um estudo hidrológico, um estudo completo da bacia toda, do potencial de enchente de cada bacia para dimensionar alguns reservatórios. São Carlos precisa de uma solução estrutural e estamos trabalhando. Além disso, realizamos outras obras para reduzir as inundações na baixada, caso dos piscinões da CDHU e da Travessa 8, da drenagem na Lagoa Serena e na Praça Itália. Sem essas ações o volume de água seria muita maior e causaria ainda mais prejuízos”, finaliza.
Toda a Prefeitura está mobilizada na recuperação, limpeza e atendimento às regiões atingidas. O trabalho não irá parar e continua durante a noite.

Confira os locais atingidos pela chuva:

– Córrego do Gregório – Baixada do Mercado Municipal: 43 lojas registraram alagamentos (a região possui 130 lojas); 11 veículos foram arrastados pela enxurrada; muro da ponte sobre o córrego sofreu danos; colapso de cobertura (garagem) na rua Major Júlio Salles n° 329, no centro;

– Rio Monjolinho: alagamento da Rotatória do Cristo na confluência dos Córregos Gregório e Mineirinho com o Rio Monjolinho, erosão na Curva do Joinha; 1 veículo foi arrastado; 1 loja comercial foi parcialmente alagada, alagamento do pontilhão da Fepasa no Jardim Gibertoni;

– Córrego Tijuco: alagamento parcial da avenida Trabalhador São-carlense;

– Também foi registrado dano de veículo na região da CDHU e a queda de 23 árvores em várias regiões da cidade.

– A Secretaria de Educação (SME) registrou alagamento nos Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEI’s) Homero Frei, Paulo Freire, Marli de Fátima Alves e no Pedro Pucci e na Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Angelina Dagnone de Melo, local onde ocorreu também a queda de uma árvore. O Departamento de Manutenção da SME está tomando todas as providências para a recuperação dessas unidades escolares.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x