13 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Construção da Farmácia Viva é iniciada na FESC

Construção da Farmácia Viva é iniciada na FESC

Projeto tem parceria entre Secretaria Municipal de Saúde e FESC, fundamentado no Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos

03/08/2023 21h25 - Atualizado há 8 meses Publicado por: Redação
Construção da Farmácia Viva é iniciada na FESC

A Prefeitura de São Carlos iniciou as obras de construção de uma unidade do Projeto Farmácia Viva, no campus II da Fundação Educacional de São Carlos (FESC), localizado na Vila Prado. O custo total de execução é de R$ 366.404,54 com recursos do Ministério da Saúde e inclui também emendas parlamentares do vereador Lucão Fernandes, R$ 100 mil e outros R$ 100 mil do vereador licenciado Roselei Françoso, atual secretário municipal de Educação.

O Projeto Farmácia Viva está sendo implantado através de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a FESC, fundamentado no Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Ministério da Saúde.

O Farmácia Viva será desenvolvido pelo Departamento de Gestão do Cuidado Ambulatorial, Seção de Apoio à Assistência Farmacêutica, no campus II da FESC e tem por objetivo o resgate da utilização de plantas medicinais, ampliação de opções terapêuticas, diminuição do uso de medicamentos alopáticos, redução de custos, abertura de campo de estágio e pesquisa, com impacto inovador na formação tanto no setor de saúde, como nos setores social, político, econômico, cultural, do meio ambiente, agricultura e, principalmente, configurando-se como de grande relevância no âmbito da educação.

Tem como meta capacitar servidores públicos municipais, comunidade da Rede Municipal de Ensino e demais pessoas interessadas para o cultivo de plantas medicinais. Os servidores municipais serão capacitados para a prescrição e orientação de uso de plantas medicinais e fitoterápicos; manipulação e preparação; dispensação de plantas medicinais e fitoterápicos; realizar atividades educacionais sobre uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos; adquirir os insumos necessários, contratação de profissionais para ministrar palestras e oficinas; e contratação de estagiários.

Durante as etapas de planejamento, desenvolvimento e avaliação serão definidos também temas, tipos de eventos (palestras, cursos, workshops, oficinas), cargas horárias, público alvo e atividades a serem oferecidas; definição dos locais, dias e horários das atividades a serem oferecidas; dos materiais de apoio e didáticos; dos insumos necessários para a aplicação das atividades práticas de plantio e manipulação de plantas medicinais.

Serão avaliados ainda as atividades desenvolvidas no aprendizado, através de formulários, com análise do participante sobre a capacitação, a atuação do palestrante e auto avaliação.

A emissão de certificados aos servidores públicos municipais será realizada pela FESC, através da Escola Municipal de Governo, de acordo com as condições de frequência e aproveitamento.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x