16 de Junho de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Dois viadutos

Dois viadutos

Dona Graça e deputada Marcia Lia debatem no Ministério dos Transportes as obras de mobilidade urbana da Rumo

30/05/2024 00h41 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Dois viadutos

Marco Rogério 

A prefeita Dona Graça Zucchi Moraes (PSD) esteve nesta terça-feira, 28 de maio, no Ministério dos Transportes, em Brasília, acompanhada da deputada estadual Marcia Lia (PT) para debater com técnicos da Pasta Federal, a realização das obras de infraestrutura e mobilidade urbana que serão feitas pela empresa Rumo, concessionária do transporte ferroviário.

Dona Graça afirma que levou aos engenheiros e demais especialistas, as reivindicações e anseios dos itirapinenses com relação aos dois viadutos que a Rumo construirá na Região Central de Itirapina.

Em 2020, a Rumo apresentou um projeto de modernização da malha ferroviária paulista que terá aporte de R$ 6 bilhões e geração de 134 mil empregos. À época foi divulgado que o município de Itirapina seria beneficiado com a construção de dois viadutos rodoviários e uma passarela, com investimento total de aproximadamente R$ 24,6 milhões, além da geração de postos de trabalho na construção das obras.

Um dos viadutos ligaria a Avenida Cianelli à Avenida 10 e o outro ligaria as ruas Oito e Sete. A previsão da conclusão seria para 2023, o que já mostra que as obras estão em atraso.

A modernização da ferrovia paulista realizada pela Rumo, a concessionária do ramal, vai beneficiar 72 municípios e minimizar conflitos entre trilhos e zonas urbanas. Além dos viadutos e da passarela, a Rumo S.A. também investirá na vedação da faixa de domínio, impedindo o tráfego de pedestres e transeuntes pela linha férrea.  Esta vedação será realizada entre os km 173,380 e o km 176,100, num trecho total de 1,36 quilômetros.  Todas as obras já foram aprovadas pelo Governo Federal através da Agência Nacional de Transportes Terrestres e o Ministério da Infraestrutura.

INICIATIVA PRIVADA – O empreendimento será realizado pelo Grupo Rumo Logística. Ao todo, cerca de 5 milhões de pessoas serão beneficiadas com mais segurança viária. Entre as cidades, estão Campinas, Catanduva, Cubatão, Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto e Votuporanga.

A Malha Paulista forma junto com a Malha Norte o principal corredor de exportação do agronegócio brasileiro. Essas duas malhas conectam a cadeia produtiva do Centro-Oeste do País ao Porto de Santos. Com os investimentos anunciados em São Paulo, serão recuperados dois ramais desativados: Colômbia-Pradópolis (185,6 km) e Panorama-Bauru (369,1 km), que cortam o estado em direção ao Porto de Santos. No primeiro caso, o ramal passa por entroncamentos logísticos em Bebedouro e Barretos; no segundo, atravessa cidades como Bauru e Dracena.

“Com os investimentos e modernização da Malha Paulista, São Paulo volta ao protagonismo como principal eixo de ferrovia do país”, destacou João Alberto Abreu, Presidente da Rumo.

O sistema de logística e a eficiente distribuição dos produtos do estado de São Paulo são parte fundamental do desenvolvimento econômico do País em qualquer época, e ganha importância ainda maior a partir de agora, para ampliar o desenvolvimento econômico de São Paulo e do País.

A malha administrada pela Rumo conecta todas as regiões do estado com um conceito de multimodalidade, tendo integração com a hidrovia Tietê-Paraná e com a malha rodoviária estadual. “Investir cada vez mais no nosso sistema de logística e transportes é o caminho para gerar empregos, reduzir o custo de transportes e contribuir para o desenvolvimento econômico do Brasil. Estamos trabalhando na reestruturação de uma nova matriz logística de São Paulo, que vai oferecer modelos mais eficientes para a movimentação de cargas e mercadorias, com a integração do vários meios e modais, garantindo, assim, maior agilidade e também maior segurança”, afirmou Priscila Ungaretti, Secretária Executiva de Logística e Transportes.

A Malha Paulista é uma das mais diversificadas do País, sendo responsável pelo transporte de soja, farelo de soja, milho, açúcar, combustíveis, fertilizantes, celulose, minérios e contêineres.

Além disso, os investimentos eliminarão os conflitos entre ferrovia e zonas urbanas em 32 municípios do estado, entre eles Campinas, Catanduva, Cubatão, Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto e Votuporanga.

LOGÍSTICA – Em 22 de outubro de 2012, a Rumo Logística inaugurou, em Itirapina, a primeira fase de seu Terminal Intermodal para escoamento de açúcar e grãos até o Porto de Santos (SP). Instalado numa área total de 230 hectares, sendo 15.000 m² de área construída, o empreendimento demandou, nesta etapa, R$ 100 milhões em investimentos.

O local já conta com um armazém que possui 110 mil toneladas de capacidade estática, uma moega rodoviária capaz de receber 11.000 t por dia e uma tulha ferroviária com capacidade de expedição de 44.000 t diárias. O novo terminal possui, ainda, uma pera ferroviária de 5,6 km de extensão capaz de operar até 250 vagões.

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x