15 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Felipe Nunes aborda como a polarização política e a intolerância afetam resultados econômicos do País

Felipe Nunes aborda como a polarização política e a intolerância afetam resultados econômicos do País

O sócio fundador da Quaest, uma das principais agências de pesquisas do país, e comentarista político da Globonews conduziu um bate-papo

22/03/2024 11h08 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Felipe Nunes aborda como a polarização política e a intolerância afetam resultados econômicos do País

Com o objetivo de levantar pautas que colaborem com a reflexão e a tomada de decisões dos empresários da região, o LIDE Ribeirão Preto realizou nesta quinta-feira, 21, mais um grande encontro. Desta vez, o convidado foi Felipe Nunes, sócio fundador da Quaest – uma das principais agências de pesquisas do país – e comentarista político da Globonews.

Com o tema: “Como sobreviver à polarização que atinge famílias, consumidores e empresas”, Felipe, que também é cientista político e autor do livro “Biografia do Abismo” – escrito em parceria com o jornalista Thomas Traumann – abordou, através de dados das últimas pesquisas realizadas pela Quaest, as consequências e os desafios da radicalização política no Brasil.

Em 2022, com a chegada das eleições, a polarização no país atingiu a margem de 6.92. Desde então, os números reforçam a ideia de que esse abismo é consistente. “Quando perguntamos para os brasileiros se o país está mais dividido ou unido, 83% responderam com a primeira opção. Todos os indicadores que temos na Quaest sinalizam que aumentou a percepção de divisão política no país. As pessoas estão mais radicalizadas, extremadas e não estão conseguindo flexibilizar suas opiniões. Isso deve ter consequências, não somente sobre a questão política eleitoral, mas também sobre as famílias, comportamento de consumo e empresas. Ou seja, temos um grande desafio pela frente”, comentou o especialista.

Felipe Nunes acredita que a diminuição da tolerância e da confiança entre as pessoas gera piores resultados econômicos para o país. “O grande desafio de um sistema econômico é produzir confiança interpessoal e tolerância, porque você só faz negociação, investimento, quando confia e tolera quem é o outro”, completou.

Diante deste cenário, o especialista ressaltou, ainda, que a região de Ribeirão Preto terá que se debruçar sobre essa questão se quiser se diferenciar no cenário econômico e que esse não é somente um problema político, mas também da nossa sociedade. “Se não fizermos nada em relação a isso, a tendência é que essa panela de pressão fique ainda mais tencionada. É responsabilidade dos políticos, empresários e sociedade que a gente construa um novo termo e fique longe do abismo”, finalizou.

Para Fábio Fernandes, presidente do LIDE Ribeirão Preto, o encontro foi uma grande oportunidade para conhecimento e trocas entre os filiados, especialmente por se tratar de um ano eleitoral. “O Felipe apresentou hoje um material riquíssimo e composto por números reais, que refletem o que aconteceu nas últimas eleições e impacta diretamente na forma de consumo dos brasileiros. Ele expôs com propriedade o tema e os empresários puderam tirar dúvidas e conclusões que serão fundamentais para as próximas tomadas de decisões”, concluiu.

O evento aconteceu no Absolutto Espaço de Eventos.

Sobre o LIDE Ribeirão Preto
O LIDE Ribeirão Preto é uma organização de caráter privado, que reúne empresários da região 016 do estado de São Paulo, debatendo o fortalecimento da livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no setor público e privado.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x