25 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Janeiro registra baixo volume de chuvas em São Carlos

Janeiro registra baixo volume de chuvas em São Carlos

Em 2024, foram registrados 234,6 mm de chuva, enquanto a média dos últimos 17 anos é de 303,2 mm

05/02/2024 15h17 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Janeiro registra baixo volume de chuvas em São Carlos Marcello Casal Jr./ABr

O mês de janeiro de 2024 registrou um baixo volume de chuvas em São Carlos. Foram registrados 234,6 mm de chuva, enquanto a média dos últimos 17 anos é de 303,2 mm. Em relação a 2023, o volume de chuvas foi menos da metade, já que, no ano passado, as chuvas somaram um volume de 567 mm em janeiro. Para o mês de fevereiro, a Defesa Civil prevê que o volume de chuvas fique em 200 mm.

O baixo volume de chuvas, somado a um conjunto de obras, contribuiu para que a cidade não registrasse enchentes de grandes proporções, como aquela ocorrida em 28/12/2022, quando 202 mm de chuvas despencaram sobre a cidade, causando uma série de alagamentos. De acordo com o Secretário de Obras Públicas, João Muller, o pico registrado em janeiro foi de 67 mm em um mesmo dia, bem abaixo daquele visto nos últimos dias de 2022.

Muller destacou que a Prefeitura realizou 18 ações de microdrenagem, que aliada à limpeza das galerias e a operação dos piscinões (CDHU e Travessa 8), o que foi importante para o escoamento da água. Atualmente, há duas grandes obras em andamento: canalização do córrego do Mineirinho interligando as águas na chegada do córrego Monjolinho, na Rotatória do Cristo e também a ampliação da passagem de água sob a linha férrea, no Córrego Monjolinho, que é realizada pela empresa Rumo.

De acordo com Muller, as obras devem ser concluídas ainda no primeiro semestre. “A obra da canalização do Mineirinho temos a expectativa de concluir em até 20 dias, no mais tardar início de março. Já a obra da Rumo, no córrego Monjolinho, deve ser concluída até maio. Enquanto a obra não fica pronta, a Rumo construiu um “tunnel linner”, uma travessia subterrânea tem 90 metros de comprimento, 3 de diâmetro e tem reforços de alas de concreto, que possibilita a passagem de águas fluviais”.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x