13 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Mutirão contra dengue será feito em parte da Vila Prado

Mutirão contra dengue será feito em parte da Vila Prado

Ação faz parte da 7ª Campanha Regional de Combate a Dengue

20/03/2024 17h23 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Mutirão contra dengue será feito em parte da Vila Prado

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Unidade de Controle de Zoonoses e Endemias do Departamento de Vigilância em Saúde, realiza no próximo sábado (23), das 9h às 13h, em parte da Vila Prado, um mutirão de limpeza para combate ao mosquito Aedes aegypti. A ação faz parte da 7ª Campanha Regional de Combate a Dengue.

Neste sábado as equipes vão percorrer as ruas Luiz Gama (trecho da Rua Benjamim Constant até Rua Ana Prado); Ana Prado (trecho da Rua Luiz Gama até a Rua Itália); Itália (trecho da Rua Ana Prado até a Rua Benjamin Constant) e Benjamim Constant (trecho da Itália até a Rua Luiz Gama), locais onde foram confirmados 44 casos positivos de dengue e registrados 64 casos suspeitos.

Durante essa semana os Agentes de Combate às Endemias já estão percorrendo as demais vias da Vila Prado, realizando o trabalho de vistoria de imóveis com eliminação de criadouros do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela.

O ponto de encontro das equipes que vão trabalhar no Mutirão será na Praça da Igreja Santo Antônio. Durante toda a manhã os agentes de combate às endemias vão eliminar os criadouros do mosquito e fazer o recolhimento de inservíveis presentes nos imóveis e também materiais dispostos inadequadamente nas vias públicas e em terrenos baldios abertos com apoio da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e do SAAE.

“A eliminação dos criadouros ainda é a medida mais eficaz para combater o mosquito Aedes aegypti. O método de controle é um velho conhecido da população: não deixar a água acumular em recipientes. É nesse ambiente que o mosquito se multiplica. Cerca de 75% dos criadouros detectados pelos agentes estão dentro das residências”, alerta Denise Martins, diretora de Vigilância em Saúde.

O Departamento de Vigilância em Saúde orienta a população para que realizem o descarte dos materiais inservíveis que acumulam água parada, não acumulem entulhos, para que fechem bem os sacos de lixo, tampem as caixas d’água, limpem calhas e lajes, guardem os brinquedos em local coberto, evitem água parada em pneus e em outros locais e objetos, recebam os agentes de endemias e em casos de febre, dores de cabeça, no corpo e nas articulações, coceira e manchas vermelhas na pele, bebam muito líquido e procurem imediatamente a unidade de Saúde mais próxima da sua residência.

Em 2024 já foram registradas 2.238 notificações para Dengue, com 508 casos positivos, sendo 468 autóctones e 40 importados. Para Chikungunya foram registradas 33 notificações, com 19 casos descartados e 14 aguardando resultado de exame. Para Zika foram registradas 15 notificações, com 15 casos descartados e para Febre Amarela foram registradas 2 notificações, com 2 casos descartados.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x