23 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Nova reunião pode pôr fim à greve dos Correios

Nova reunião pode pôr fim à greve dos Correios

25/09/2012 12h35 - Atualizado há 12 anos Publicado por: Redação
Nova reunião pode pôr fim à greve dos Correios

A ministra Kátia Arruda, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), marcou para esta terça-feira, 25, às 14h uma segunda audiência de conciliação entre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect).

 

A ministra é a relatora do processo de dissídio coletivo ajuizado pela empresa em razão da greve dos trabalhadores. Caso no haja acordo nesta audiência, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Oreste Dalazen, já marcou uma sessão de julgamento do dissídio coletivo de greve dos Correios para quinta-feira, 27, às 13h30, na sede do tribunal em Brasília.

A greve Correios foi deflagrada no dia 19 de setembro, porém até o momento em São Carlos os serviços não foram atingidos. De acordo com informações da assessoria da empresa, ontem, 24, 98% dos trabalhadores na cidade continuavam com as atividades normalmente, não afetando significativamente os serviços dos correios.

Ontem a Fentect protocolou uma contraproposta de reajuste, aprovada em assembleias realizadas na sexta-feira, 21, pelos funcionários em greve. A contraproposta dos trabalhadores prevê reajuste salarial de 5,2%, aumento linear de R$ 80, reajuste de 8,84% no vale-alimentação, abono dos dias parados e a manutenção das cláusulas sociais e do plano de saúde.

A Fentect estima que o percentual de funcionários trabalhando estaria próximo do teto de 60% determinado pelo TST, que exigiu a manutenção de pelo menos 40% do efetivo em cada uma das unidades. Nos dois primeiros dias da greve, 84% da carga de objetos foram entregues no prazo, segundo a empresa.

A direção dos Correios protocolou dados que apontam percentuais de comparecimento de 35% a 39% dos funcionários em algumas unidades no estado de São Paulo. Com base nesses documentos, a empresa quer que o tribunal multe a Fentect por suposto descumprimento da liminar que exige o efetivo de 40% em todos os locais de trabalho, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

A ministra relatora, que ainda não se decidiu sobre a aplicação de multa, pediu para a federação se manifestar no processo.

 

 

GREVE DOS BANCOS

Segunda-feira, 24 o Sindicato dos Bancários de São Carlos e Região tentou paralisar totalmente as atividades das agências da Caixa Econômica Federal das ruas Conde do Pinhal e Dona Alexandrina. Porém, mesmo com todo o movimento sindical na porta das agências, não obteve êxito nas negociações com os funcionários que optaram pela não adesão à greve. Mesmo com alguns serviços indisponíveis por falta de funcionários, as agências abriram suas portas ao público que já aguardava impaciente na área dos caixas eletrônicos. O banco abriu as portas, porém alguns estavam serviços indisponíveis por falta de funcionários.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Bancários, Ivair Pereira de Souza, o movimento tenta intensificar a greve pedindo adesão total dos funcionários para paralisar as atividades. “É preciso a união de todos para que nossos reivindicações sejam atendidas, vamos passar pelas agências pedindo a colaboração de todos”, diz Souza

Em São Carlos, somente os bancos Santander e Mercantil do Brasil paralisaram totalmente as atividades. Bancos Itaú, Bradesco e HSBC estão retardando em uma hora a abertura das agências. Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal estão trabalhando com o efetivo parcial.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x