23 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Obras de combate à enchente estão todas licitadas

Obras de combate à enchente estão todas licitadas

Serão quatro intervenções para reduzir volume de água no Centro de São Carlos e para ampliar vazão dos córregos na Rotatória do Cristo

23/11/2021 06h03 - Atualizado há 2 anos Publicado por: Redação
Obras de combate à enchente estão todas licitadas Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de São Carlos (SP)
Reportagem: Hever Costa Lima

O Diário Oficial da Prefeitura de São Carlos (SP) trouxe na edição desta segunda-feira, 22, a definição da empresa HP Construção como responsável pela construção do tanque de contenção de água da chuva na Travessa 8, na Vila Prado, zona Sul. A obra que estava orçada em R$ 3,2 milhões acabou sendo fechada com deságio por R$ 2,58 milhões, uma economia de aproximadamente R$ 600 mil aos cofres públicos.

O tanque comporta 45 metros cúbicos de água e capta a enxurrada que chega na Travessa Oito da Vila Prado. Com isso, haverá a redução do volume da água que chega ao Centro, via Lagoa Serena.

PARQUE SÃO JOSÉ – O primeiro contrato assinado foi do Parque São José, na zona Leste, um distrito industrial que fica ao fundo da sede do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), na Avenida Getúlio Vargas. O bairro ganhará drenagem, guias, sarjetas e pavimentação.

“Só a drenagem e construção de galerias fluviais vão consumir 40% do orçamento, perto de R$ 2 milhões. Será feito um emissário que irá captar toda a água do Parque São José e levar ao piscinão (tanque de contenção de água fluvial) do CDHU”, informa o secretário municipal de Obras Públicas, João Batista Muller.

A empresa Datec Engenharia já iniciou a limpeza da área e tem prazo de 240 dias para entregar a obra. Porém, Muller estima que com 150 dias serão suficientes para o término do trabalho.

ROTATÓRIA DO CRISTO – O início da obra de ampliação do canal que liga o córrego do Mineirinho, que nasce no bairro Santa Felícia, ao rio Monjolinho, na Rotatória do Cristo, iniciará no final de janeiro, segundo Muller. A justificativa da pasta para a dilatação do tempo para realizar a obra, que faz parte do complexo de ações para combater as enchentes na cidade, é que o trânsito será alterado e poderá atrapalhar o acesso ao Shopping Iguatemi no período do Natal.

Muller afirma ainda que a HP Construções, empresa que venceu a concorrência pública para fazer a obra orçada em R$1,1 milhão, informou que caso haja uma nova enchente até fevereiro de 2022, a empresa corre o risco de perder equipamentos e insumos que serão empregados na obra.

Caso haja alguma perda de bens durante a obra, o contrato estabelece que o município arque com o prejuízo. Dessa forma, a Secretaria de Obras está negociando com o Departamento Jurídico da Prefeitura para suspender o contrato por, pelo menos, quatro meses. “Nosso contrato com a empresa [HP Construtora] é de 90 dias após a emissão da ordem de serviço. Como não emitimos esse documento, não há atraso no cronograma”.

Outro empecilho que interfere na realização do projeto da Prefeitura foi a instalação de um poste pela CPFL, concessionária de fornecimento de energia na cidade, no ponto central da conexão entre os córregos. Muller afirmou que precisará de, pelo menos, 90 dias para que a empresa mude de lugar o poste.

No período da intervenção, o trânsito na região será alterado e a Prefeitura estuda novas vias para dar fluxo aos veículos que se direcionam para a zona Oeste e Sul da Cidade.

JARDIM GONZAGA – A construção de muro de contenção no Jardim Gonzaga, orçada em R$ 580 mil, teve deságio e sairá por R$ 510 mil com economia para a Prefeitura. A empresa Fragale Construções venceu a licitação e já foi emitida a ordem de serviço para o início das obras. “É um muro de arrimo em uma região com muitas nascentes de água. A Prefeitura exigiu experiência das empresas concorrentes para assumir o projeto”, afirma Muller.

A verba para estas obras é fruto de um convênio entre a Prefeitura e o governo do Estado de São Paulo que destinou R$ 10,5 milhões para as intervenções no combate à enchente. Todas as empresas ganhadoras da licitação têm, após a ordem de serviço, 240 dias para entregar o trabalho.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x