22 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Prefeita tenta “enrolar” servidores da enfermagem e isolar Sindicato

Prefeita tenta “enrolar” servidores da enfermagem e isolar Sindicato

Mesmo com orçamento aprovado em novembro, prefeita afirma que precisa de “estudo de impacto financeiro” para viabilizar aumento

13/01/2023 05h03 - Atualizado há 1 ano Publicado por: Redação
Prefeita tenta “enrolar” servidores da enfermagem e isolar Sindicato Foto: Agência Brasil

Mesmo sabendo que a questão dos salários dos servidores públicos da área enfermagem vive um imbróglio por conta de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) tomou e que barrou a exigência de órgãos públicos pagarem o novo piso da categoria, aprovado no Congresso Nacional, a prefeita Dona Graça Zucchi de Moraes (PSDB) está tentando enrolar os profissionais da área, acenando com a possibilidade de conceder reajuste.

A prefeita, com tal ardil tenta vender ilusões ao mesmo tempo em que busca isolar o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itirapina, comandado pela vereadora e ex-presidente da Câmara Municipal, Claudete de Oliveira.

A data base dos servidores itirapinenses é abril e, caso a prefeita conceda algum reajuste para o pessoal da enfermagem seria obrigada, pela regra da isonomia, a conceder o mesmo índice a todos os demais funcionários municipais. No total, existem 915 servidores municipais, sendo cerca de 50 deles ligados à enfermagem. Para ter recursos para pagar o novo piso da enfermagem, a prefeita deve ou aguardar o desfecho do imbróglio judicial no STF ou então, deveria ter previsto no orçamento, este gasto extra que seria resultante deste reajuste.

Dando sequência à demagogia, durante uma reunião com um grupo de seis vereadores, a prefeita de Itirapina, Dona Graça Zucchi de Moraes (PSDB) prometeu, na semana passada “dedicar esforços” para aumentar os salários dos servidores municipais da saúde ligados à área de enfermagem. Mesmo com o orçamento tendo sido aprovado em novembro, a prefeita ainda afirma que precisa de um “estudo de impacto financeiro” para viabilizar o aumento.

O presidente da Câmara Municipal de Itirapina Luciano Rodrigo Fernandes de Almeida (Luciano Juruna – UNIÃO), acompanhado do vice-presidente, Rodrigo Augusto da Silva Rodrigues (PSDB), e dos vereadores Gabriel Ferreira Gobbi (PSDB), Elisabete de Oliveira Silva (Bete do Broa – PSDB) – respectivamente, 1º e 2º secretários da Mesa Diretora – Antonio Eraldo da Silva (Cafu – PSDB) e Luciano Pereira Batista (Lucio Pedreiro – REPUBLICANOS) estiveram na tarde da última sexta-feira, em reunião com a prefeita Dona Graça o vice-prefeito, Antônio Rafael Sanches (Lemão Sanches) no gabinete da chefe do Executivo.

Os vereadores entregaram em mãos aos líderes da gestão municipal um Requerimento, assinado pelos seis, que discorre sobre a possibilidade de reajuste ao piso salarial dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.

No documento, os parlamentares solicitam que seja feito um estudo de impacto financeiro visando a possibilidade de reajuste embasados na Lei Nº 14434/2022, que fixou o piso salarial em R$ 4.750,00 para os Enfermeiros, 70% desse valor (R$ 3.325,00) para os Técnicos em Enfermagem e 50% do valor (R$ 2.375,00) para os Auxiliares de Enfermagem e Parteira.

De acordo com o grupo, a categoria da Enfermagem, como um todo, foi altamente demandada por conta da pandemia de COVID-19, tendo estes profissionais exercido um papel fundamental para o atendimento à população do país. Ainda conforme descreveram no Requerimento, este é um momento importante para o avanço na valorização da categoria.

Os seis parlamentares foram recebidos com entusiasmo pela Prefeita Municipal, Dona Graça e pelo Vice-Prefeito, Lemão Sanches, que sinalizaram a intenção positiva em dedicar esforços para reajustar os salários dos profissionais ao piso nacional.

A chefe do Executivo destacou que, embora já houvesse a intenção em realizar o estudo de impacto financeiro neste ano, contar com o apoio dos vereadores da Câmara Municipal é fundamental para a real execução da ideia. Em resposta do Superintendente do Tesouro Municipal, o estudo de impacto poderá ser iniciado já a partir do mês de fevereiro.

Juruna, Rodrigo, Gabriel, Bete, Cafu e Lucio concluíram o encontro animados com o início das tratativas. Segundo os vereadores, o estudo de impacto, assim como todo o possível processo de reajuste serão acompanhados de perto, em parceria com o Executivo Municipal, buscando o objetivo em comum de valorização dos profissionais da Enfermagem de Itirapina.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x