20 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Prefeitura busca inserção no Programa Rios Vivos do governo do Estado

Prefeitura busca inserção no Programa Rios Vivos do governo do Estado

SAAE será gestor das demandas e das ações em São Carlos

21/08/2023 22h06 - Atualizado há 8 meses Publicado por: Redação
Prefeitura busca inserção no Programa Rios Vivos do governo do Estado

A Prefeitura Municipal de São Carlos esteve reunida na última sexta-feira (18), no Paço Municipal, com a Engenheira Leonidia Daniel, chefe do Escritório de São Carlos do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), que apresentou as informações e documentos necessários para a inclusão do município no Programa ‘Rios Vivos’, ciclo 2023-2024.

‘Rios Vivos’ é um programa do Governo do Estado de São Paulo, implementado pelo DAEE, no âmbito dos municípios paulistas, que procura manter condições adequadas de disponibilidade e qualidade das águas superficiais para múltiplos usos, e diminuição dos eventos críticos climáticos extremos.

O programa já beneficiou 97 cidades e prevê um investimento de R$ 172 milhões no biênio 2023-2024, com a estimativa de atendimento de 130 municípios do estado. A iniciativa vai melhorar a qualidade da água dos rios das cidades paulistas com a retirada de lixo e sedimentos, aumentar a capacidade de vazão dos cursos d’água, diminuir o risco de enchentes nos centros urbanos e, com isso, gerar benefícios para o meio ambiente e para toda a população.

Para o Gerente de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Carlos, Eduardo Casado, a cidade deve unir os esforços, reunir as informações em um grupo de trabalho multidisciplinar prestando todas as informações necessárias ao DAEE buscando a aprovação e implementação do serviço no município. “A princípio, vamos encaminhar os documentos e agendar uma visita com o engenheiro do DAEE, que vai fazer uma análise prévia dos trechos selecionados que foram apresentados”.

Eduardo Casado destaca, ainda, que são serviços extremamente importantes do ponto de vista ambiental, da qualidade de vida das pessoas, porque, além de trechos sujeitos a enchentes, envolve a produção de água do Espraiado, fonte fundamental para o abastecimento da cidade e, o mais interessante, com custo zero para o município. “O DAAE executa todas as obras e a contrapartida do município é a manutenção das intervenções realizadas, então é fundamental que a cidade que tem bacias importantes com histórico de enchentes seja inserida nesse programa”, salientou Eduardo Casado. Participaram da reunião o DAAE, a Secretaria do Meio Ambiente, Segurança Pública, Secretaria de Obras Públicas, Secretaria de Agricultura, Defesa Civil e SAAE.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x