19 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Professora incentiva alunos a conversar com pedófilo na internet

Professora incentiva alunos a conversar com pedófilo na internet

12/11/2011 11h23 - Atualizado há 13 anos Publicado por: Redação
Professora incentiva alunos a conversar com pedófilo na internet

A Diretoria Regional de Ensino abriu essa semana, uma apuração preliminar para verificar a conduta de uma professora de língua portuguesa, da escola estadual Maria Ramos, no Pacaembu, que determinou para que uma aluna de 11 anos, que cursa a 6º série, entrasse em uma sala de bate-papo na internet para conversar com pessoas que buscam sexo virtual e possível pedófilos.

Carta que a professora escreveu no caderno do alunoA professora chegou a escrever um bilhete no caderno da aluna passando orientações sobre como ela deveria agir na sala de bate-papo. Uma dessas orientações era a de entrar com um nickname (nome virtual) falso e usando a idade verdadeira. Outra era de que os pais avaliassem e vigiassem a conversa.

O Primeira Página teve acesso ao bilhete e conversou com o padrasto e a mãe da aluna. Sob a condição de anonimato, o padrasto concordou em gravar entrevista.

A dirigente regional de ensino, Débora Gonzáles Costa Blanco, disse que o objetivo dessa apuração preliminar é averiguar se os procedimentos da professora foram adequados ou não.

O trabalho, de acordo com os pais da menina, foi solicitado pela professora na aula da última quarta-feira (9).

“Quando eu fui buscar a minha filha na escola, ela estava chorando meio que com medo de estar falando pra gente o que havia ocorrido na sala de aula sobre o trabalho que a professora tinha passado, que era sobre pedofilia. Ela (professora) mandou a menina entrar na internet falar a idade dela mesmo, manter contato com a pessoa e até marcar encontros. Eu achei isso o cúmulo do absurdo. A professora está na sala de aula para educar, para ser um espelho para os alunos e não fazer esse tipo de trabalho. Hoje tem campanhas contra a pedofilia, a TV e o rádio pedem para que os pais orientem e verifiquem o que os seus filhos estão fazendo na internet. Agora vem essa professora e pede para uma criança entrar na internet e se relacionar no bate-papo, isso é um absurdo”, disse o padrasto.

Ele também informou que manteve contato com a Diretoria Regional de Ensino, pedindo para que a sua enteada seja matriculada em outra escola. Na quinta-feira, a família procurou auxílio com a advogada Sandra Nucci para obter orientações sobre como eles devem agir de agora em diante.

A reportagem também manteve contato telefônico com o promotor da Vara da Infância e Juventude, Marcelo Mizuno, que informou que apesar de o caso causar indignação na família, não houve nenhuma prática de crime por parte da professora.

A dirigente regional de ensino, Débora Gonzáles Costa Blanco, disse que logo que tomou conhecimento do problema, tomou todas as providências administrativas.

Ela informou que a professora está há cerca de oito anos dando aula na rede pública estadual e que ela continuará trabalhando normalmente até que os fatos sejam apurados.

Com relação à aluna, Débora informou que se ela não estiver se sentindo bem na escola, a diretoria colocará à disposição uma vaga em outra escola na região onde a mesma reside. 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
22 Comentários
Mais antigas
Mais novos Mais Votados
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
aparecida
aparecida
12 anos atrás

Esse mundo esta cada dia mais pior,nem dentro das escolas podem se confiar nesses professores ,que trabalho e esse essa professora e louca.

M.O
M.O
12 anos atrás

Sou aluna da Escola Maria Ramos e tenho Aula com a Professora que Ocorreu Esse fato. Ela é uma excelente professora, e o que ocorreu foi um grande mal entendido;
Conforme as palavras dela, o que aconteceu foi isso.
“Cheguei na sala de aula na quinta feira, e pedi que meus alunos fizessem uma trabalho sobre pedofilia na internet,E então Uma aluna levantou e disse que o padrasto não a deixava mexer no computador. Então resolvi escrever um bilhete para o padrasto dela aonde escrevi: edi que sua filha realizasse um trabalho sobre pedofilia na internet onde ela entra numa sala de bate papo com nome fictício ( um nome falso) porém a idade real para analisar as proposta que que receberia. Pedi também para que imprima esta conversa para anexar ao trabalho, peço sua ajuda para avaliar e vigiar essa conversa já que o unico objetivo é mostrar a eles o risco desse tipo de conversa. Qualquer questionamento podem me procuram na escola.” Não vejo motivos para o padrasto dela ter tido essa atitude, talvez ele não tenha entendido a proposta real que a professora fez. No ano passado ela também pediu que minha sala fizesse esse trabalho, e todos fizemos numa boa.

Narciso
12 anos atrás

Amanha vou mandar meu filho de 12 anos na zona, fazer um trabalho, alertando para nao mentir a idade.

ANDRE
ANDRE
12 anos atrás

POR QUE NAO E SUA FILHA SE FOSSE AI GOSTARIAMOS DE SABER SUA OPINIAO OU VC E DA MESMA CULPULA PENSE BEM ANTES DE COMENTAR ISSO OU SEJA VC TAMBEM ESTA ENSENTIVANDO OUTRAS CRIANCAS

ANDRE
ANDRE
12 anos atrás

NOSSA QUE MUNDO E ESSE NAO SABEMOS SE TA MAIS PERIGOSO NA ESCOLA OU NAS RUAS

Wilson
Wilson
12 anos atrás

Achei estranho essa menina chorar por causa dessa pesquisa e mais ainda a reação exagerada dos pais.
Talvez a professora deveria ter usado um outro caminho…
Os pais não assimilaram o verdadeiro sentido da proposta.

bombardeio
12 anos atrás

A professora não tinha garantias de que a criança iria realmente procurar os pais e falar sobre o assunto. E se a aluna entra na internet e realmente marca um encontro com o pedófilo sem conhecimento dos pais ? como fica o drama ? E aí minha gente rezem muito pro filho não ser de vocês !! Isto não seria dramático para sua família ?

nono
nono
12 anos atrás

Ela foi cuidadosa ao escrever para os pais que fiscalizassem e vigiassem as conversas, portanto, não vejo todo este drama!

PAULO VERAS
PAULO VERAS
12 anos atrás

FAÇO DAS MINHAS , AS PALAVRAS DOS COLEGAS WILSON E NONO !

Wilson
Wilson
12 anos atrás

Lendo o depoimento abaixo dá prá entender melhor a situação, ficou bem mais claro. Os pais da menina precisam é conversar mais com ela. Essa de não deixar usar o computador é uma péssima idéia. Muito fácil simplesmente proibir. Dá muito trabalho conversar, explicar, ouvir e participar não é?… Vai mal …

INDIGUINADO
INDIGUINADO
12 anos atrás

PARA M.O BOM VC DEVE SER A PROFESSORA POR SABER TANTO DA SITUACAO E SE VC FEZ O TRABALHO ENTAO ESSA PROFESSORA JA VEM COM POBLEMAS DEZ DO ANO PASSADO POIS NAO E NORMAL ESTE TIPO DE TRABALHO E QUE GARANTIA VC TEM SE A MENINA ENTRASSE NA INTERNET E MANTIVESSE ESTA CONVERSA: QUAL E O PAI QUE LEVA O SEU FILHO A UMA SALA DE BATE PAPO ONDE REPRETO DE VULGARIDADES PATIFARIAS E MUITAS SACANAGEM E OU NAO POIS VC FEZ O TRABALHO DEVE TER ENTRADO UM MONTE DE ANJINHOS COM BONS PENSAMENTOS E BOAS INTENSOES NAO E MESMO ALUNA M.O ME RESPONDA ASS INDIGUINADO

Ana
Ana
12 anos atrás

Sinceramente lendo a reportagem e até mesmo os comentarios, não vi problema nenhum no trablho q a professora pediu, entendi que a proposta dela ali era alertar para a palhacada que existe hoje em dia na internet. Na escola q estudei com 10 anos assisti um filme chamado Kids que pra idade era mto forte, e não tive nenhum problema com isso. O que da pra perceber, e q essa aluna deve ter tido alguem problema na internet, vai saber o a anda fazendo neh, e ai se assustou com o bilhete da professora e fez tdooo esse alarde. Se as crianças não forem alertadas vai acontecer o q anda acontecendo, mtas sumindo e morrendo por ai.

teresa
teresa
12 anos atrás

Honestamente eu não deixaria minha filha de 11 anos fazer esse trabalho,investigar pedófilos é trabalho da policia e não das crianças,existem muitos fatos sobre pedofilia para abordar o assunto,jamais eu iria expor uma menina (o) em uma sala de bate papo,esquizito isso!!!

maria gabriela
maria gabriela
12 anos atrás

Tenho certeza que foi um mal entendido. A intenção da prefessora não foi incentivar, pelo contrário, foi mostrar os perigos reais do uso da internet, e riscos em relação à pedofiflia…inclusive aos pais, pedindo que eles acompanhassem a conversa, orientando a garota. Não podemos condená-la, devemos ter o bom senso de analisar a situação e sua real intenção.

Cássia
Cássia
12 anos atrás

Nossa! Quanta ignorância e quantos erros de português. A professora está alertando as crianças para o perigo real, realizando uma atividade com supervisão dos pais. Proibir as crianças do uso do computador não resolve a situação, as crianças burlam as proibições. O ideal é educar e não proibir e isso é o que a professora está tentando fazer, mostrar o risco que correm ao entrar numa sala de bate papo.
Quanto a levar o filho na zona, isso era costume dos pais, eles iniciavam seus filhos desse modo, violentando-os, e acredito que alguns ainda o fazem. Se não fazem mais é graças a educação. E uma coisa não tem nada haver com a outra, comparação absurda.

M.O
M.O
12 anos atrás

PARA O INDIGUINADO.Eu não sou a professora,eu sou aluna da professora e,eu sei tanto por que depois que ocorreu o fato ela foi na minha sala e nos contou. Porem uma pessoa da sala da Menina me disse que essa menina não é flor que se cheira, Ela ficava de namorico com um monte de meninos na escola, e a professora só sugeriu que alguma aluna que pudesse entrar na sala de bate papo pra falar com alguma pessoa (que no caso seria um pedofilo) E ela sem pensar Se ofereceu, E sim ela pode ter agido errado, mais acho que não era motivo pra tudo isso. Minha mae tbm disse que se tivesse eu me oferecido pra fazer, ela ia dá a razão a professora não pra mim, porque eu que teria me oferecido; Em alguns comentários em alguns site está até dizendo que a professora tem caso com o Padrasto da menina, é isso que eu achei errado, Ela é uma OTIMA professora, Ela não só faz um trabalho MARAVILHOSO como sempre dá conselhos ótimos para todos os alunos; Ela sempre está disposta a ajudar a todos, E acho que se ela pediu esse trabalho é porque ela queria mostrar Aos alunos o perigo da Internet e por isso pediu que os pais vigiassem. O ano passado ela mandou, mais só uma simples trabalho falando sobre os perigos da internet. Acho que cada um tem a sua opnião e essa é a minha. Boa noite!

Érica
Érica
12 anos atrás

Acredito que a professora tinha a boa intenção de mostrar realmente o absurdo que está na internet(pedófilos), não vejo nada de mais esse tipo de trabalho, mesmo porque é melhor que seja o professor a mostrar o perigo do mal uso da internet, ao invés de nossas crianças aprenderem sozinhas. Gente! A professora mandou o recado para casa escrita com sua prórpia caligrafia, deixou bem claro que era para os pais ACOMPANHAR E VIGIAR a conversa e ainda assinou, que mal tem nisso? Devemos deixar de ser ignorantes e entender a proposta das escolas. Que isso sirva de exemplo para todos nós PAIS, precisamos acompanhar tudo dos nossos filhos na escola, saber qual é a proposta pedagógia da mesma para a educação do nosso filho. Entendam: alguém de responsabilidade precisa ensinar aos nossos filhos os perigos que a vida nos oferecem ou ELES aprenderão SOZINHOS

Tito
Tito
12 anos atrás

Infelizmente a maioria dos pais não fiscalizão o que seus filhos adolescentes fazem ou com quem conversão na Internet. A professora foi infeliz na sua boa intenção de passar esse trabalho para as alunas.
Com trabalho ou sem trabalho muitas adolescentes participam de redes sociais e muitas vezes se encontram com pedófilos e outros bandidos.
Inclusive ela pediu aos pais que acompanhem suas filhas nesse trabalho, que neste caso também serve para alertar muitos pais desligados com a segurança de seus filhos
A professora tem meu apoio..

Menino curioso
Menino curioso
12 anos atrás

o que será que aconteceu com a professora hein ? será que abafaram o caso ? O leitor merece uma resposta, não acham ?

ANA
ANA
12 anos atrás

BOM O QUE ACONTECEU QUE ELA FOI AFASTADA POR 120 DIAS,ELA ESTA TRABALHANDO NA DELEGACIA REGIONAL DE SAO CARLOS…

PAULO
PAULO
12 anos atrás

A PROFESSORA NAO DEVE TER PUNIÇAO A INTENÇAO NAO FOI MÁ ELA ERROU TENTANDO ACERTAR OS PAIS DA MENINA FORAM AVISADOS COM O BILHETE CHEGA DE ESTUPIDEZ,NO FIM DAS CONTAS ISSO SERVE COMO ALERTA PRA PUTARIA DA NET E O PERIGO QUE ISSO REPRESENTA

aandre
aandre
12 anos atrás

se ela nao tive-se errado ela nao seria afastada da escola e aguardaria o resultado nas suas funcao na escola mais e assim mesmo se fosse o aluno todo mundo maiava o cidadao mais como e uma professora ai pode!!!!

0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x