20 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Saúde ministra palestras a alunos do ensino fundamental II e médio

Saúde ministra palestras a alunos do ensino fundamental II e médio

Ao todo, mais de 400 alunos tiveram oportunidade de saber mais sobre tema

04/03/2024 16h59 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
Saúde ministra palestras a alunos do ensino fundamental II e médio

A Secretaria Municipal de Saúde realizou nos dias 27, 28 e 29/2 uma série de palestras com o tema “Gravidez na Adolescência”. As palestras foram realizadas em parceria com escolas da rede estadual de ensino, para os alunos dos 8º e 9º anos do ensino fundamental e para os alunos do ensino médio.

Participaram a UBS Santa Felícia, UBS Santa Paula, USF Santa Angelina, UBS Parque Delta e USF Arnon de Mello, com médicos, dentistas, enfermeiras, supervisores, auxiliar de enfermagem, auxiliar de odontologia e agentes comunitário de saúde.

As escolas participantes foram EE Prof. Bento da Silva Cesar, EE Ludgero Braga, EE Atília Prado Margarido e a EE Conde do Pinhal, ao todo mais, de 400 alunos tiveram a oportunidade de saber mais sobre o tema, conhecer métodos contraceptivos, uso correto de preservativos, risco de uma gravidez precoce, tirar dúvidas e o principal, saber que existe toda uma estrutura da saúde municipal pronta para ajudar, acolher e orientar os jovens e adolescentes antes do início da vida sexual, evitando assim uma gravidez precoce.

Diversos fatores concorrem para a gestação na adolescência. No entanto, a desinformação é um dos principais motivos.

O estigma associado à gravidez na adolescência muitas vezes leva as meninas a abandonar cedo a escola ou o trabalho para cuidar do filho. Ademais, jovens mães têm menos oportunidades de crescimento de carreira. E todos esses fatores levam a um aumento do risco de pobreza

A Dra. Darlene Cristina da USF Arnon de Mello enfatiza os riscos de uma gravidez precoce e os métodos contraceptivos. “O nosso intuito é que eles entendam o que é a gravidez na adolescência, como evitar, através dos métodos contraceptivos, o que o SUS (Sistema Único de Saúde) tem para oferecer e os riscos que essa gravidez pode gerar, como a morte da mãe e da criança, pressão alta, entre outros fatores”.

A supervisora pedagógica Leandra Lopes acredita que com a vinda dos profissionais de saúde em um ambiente diferente da sala de aula repercute diferente, o interesse é maior do que em uma aula tradicional, além de ser uma oportunidade para os alunos replicarem o conhecimento adquirido nas palestras para seus familiares, é um trabalho que acaba se fechando com a parceria da unidade de saúde e a escola.

Mariana Passador supervisora USF Santa Paula, destaca o apoio do CAIC (Centro de Atendimento de Infecções Crônicas “Ana Claudia Lucato Cianflone). “O CAIC, trabalha em conjunto com as Unidades de Saúde, fazendo testes de DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis), orientando sobre os métodos contraceptivos e dando todo os esclarecimentos para que essa fase não seja um problema”.

Carla Gomes, enfermeira, explica que a família precisa participar desse momento de seus filhos. “É um assunto que precisa que a família participe, os adolescentes precisam ser orientados, pela família, pela escola e contar com a ajuda, com o apoio das instituições de saúde”.

Lembra que o posto de saúde disponibiliza todos os métodos contraceptivos, porém o mais indicado para essa idade são as camisinhas femininas e masculinas que previne a gravidez e também doenças sexualmente transmissíveis, e são distribuídas gratuitamente nas unidades de saúde, os outros métodos precisam da indicação médica, finaliza a enfermeira.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x