15 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Vazamentos continuam pelas ruas e tomam proporções maiores

Vazamentos continuam pelas ruas e tomam proporções maiores

05/06/2013 11h14 - Atualizado há 11 anos Publicado por: Redação
Vazamentos continuam pelas ruas e tomam proporções maiores

Os vazamentos não param de aumentar pelas ruas da cidade, prejudicando moradores e motoristas que convivem dia a dia com os problemas. Um exemplo que representa bem o caso está localizado na rua Conselheiro João Alfredo, no Jardim Paraíso. O problema começou como um furo no asfalto com um fio de água e virou um buraco de 60 cm de diâmetro, de acordo com moradores da rua.

 

O vazamento provocou um buraco que transborda água e molha toda a rua. Moradores providenciaram um cone para alertar os motoristas, mas o tráfego acabou por destruir o artefato, que não resistiu ao fluxo de veículos.

Luciani Fantato, que trabalha em uma empresa nesta mesma rua já informou “diversas vezes” ao Saae e até postou fotos das etapas do vazamento no Facebook. “Fiz diversas fotos com o celular para mostrar a evolução do buraco e o desperdício de água, que hoje cobre toda rua”, comenta.

Já na rua Rui Barbosa também há um vazamento de mais de dois meses e que inicialmente não causava tantos transtornos como acontece atualmente. O problema começou pequeno e foi logo comunicado pelo síndico do condomínio em frente, Luiz Trevelin.

Hoje, mesmo após diversas reclamações e solicitações de reparo, o buraco aumentou junto com o vazamento e a preocupação dos moradores do prédio é com a possibilidade de acidentes no local e comprometimento da entrada da garagem, caso o buraco fique ainda maior e necessite de uma interdição na rua para os devidos reparos.

“Ligamos toda semana ao Saae para lembrá-los do problema, sabemos que o conserto já está na lista de espera, porém pedimos que fosse priorizado o serviço nos casos mais urgentes”, diz Trevelin

Outro caso de reclamação foi enviado ao Canal Aberto do jornal Primeira Página, pelo morador Dimas Figueiredo que relatou o problema de um vazamento na rede que liga a água da rua a sua residência e que demorou dois meses para ser sanado.

Após a espera, o Saae resolveu o problema, porém para isso quebrou parte da calçada e do asfalto para fazer o conserto e cobrou uma taxa de quase R$ 400 pelo serviço, valor expedido na conta de água em parcelas de 10 prestações.

Porém o reparo não inclui o conserto da calçada, para o qual o morador terá que pagar por conta própria o serviço de pedreiro particular, que, já orçado, custará mais R$ 500.

Além desse prejuízo, Figueiredo teve mais um transtorno com o serviço que ele considera malfeito, na reposição do asfalto que ficou igualado na altura da calçada, não permitindo a vazão da água que corre pela guia.

“Com a força das águas da chuva, esta parte do asfalto que foi colada à guia cedeu e foi levada, quebrando também o acabamento da calçada. O buraco que foi fechado está sendo aberto novamente com a deterioração do asfalto”, reclama o morador.

 

Buraco atrapalha tráfego na entrada do Aracy

Um buraco de grandes proporções localizado na entrada do bairro Cidade Aracy, por meio da rodovia Professor Luiz Augusto de Oliveira SP-215, está causando perigo aos motoristas que chegam até o local em alta velocidade.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x