23 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > 9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo teve incentivo via Lei Rouanet

9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo teve incentivo via Lei Rouanet

Produção que traz artistas de todos os continentes do mundo captou R$ 2 milhões por incentivo fiscal do fomento indireto

05/03/2024 07h14 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo teve incentivo via Lei Rouanet

Com a participação de montagens brasileiras e de artistas vindos da África, Ásia, América Latina e do Oriente Médio, a 9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp) teve em sua abertura, nessa quinta-feira (29), a participação de representantes do Ministério da Cultura (MinC). Presentes na cerimônia, o secretário de Economia Criativa e Fomento Cultural (Sefic), Henilton Menezes, e a presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Maria Marighella, destacaram que o evento é um dos bons exemplos de resultado do incentivo fiscal via leis de incentivo.

A Mostra Internacional de Teatro de São Paulo tem quatro eixos de atividades: a Mostra de Espetáculos, as Ações Pedagógicas e o MITBra – Plataforma Brasil, um programa de internacionalização das artes cênicas brasileiras. Serão ao todo dez espetáculos e uma diversa grade de oficinas, debates e conversas ao longo dos dez dias de evento, com a participação de mais de 100 programadores internacionais e nacionais e mais de 120 pessoas na produção direta. Os produtores da MITsp foram autorizados a utilizar R$ 3,4 milhões para sua execução por meio de fomento indireto da Lei Rouanet. Desse total, até a abertura foram captados R$ 2 milhões.

Na cerimônia de abertura, Maria Marighella destacou que o MITsp representa a resistência da cultura durante os últimos anos, quando não havia incentivo nem espaço para ela. “O teatro é uma das artes das mais coletivas de que se tem notícia. Artistas, produtores, público, somos todos parte dessa construção”, citou Maria Marighela. “O que acontecerá nesta edição é o resultado que o povo brasileiro reivindica”. Ela também destacou que a Funarte assumiu como prioridade fortalecer uma política nacional para eventos calendarizados e permanentes no país.

O secretário Henilton Menezes reforçou essa iniciativa. “Estamos buscando parcerias com os principais patrocinadores dos projetos da Rouanet para apoiar esses eventos continuados, que geram emprego e fortalecem o cenário cultural em vários aspectos”, pontuou. Henilton acrescentou que, neste momento, há 3.600 ações sendo realizadas no país com recurso da Rouanet e mais de 16 mil projetos esperando captação. Em 2023, houve um aumento de 40% do orçamento destinado a essa via de fomento. “Além disso, no ano passado foram investidos ao todo R$ 10 bilhões no setor cultural do país, responsável por movimentar 3,11% do PIB brasileiro”, declarou.

Para Henilton, a qualidade do MITsp deve ser reproduzida em todo o país, por meio de novas iniciativas. “A gente quer ver mostras como esta também em Roraima, no Pará, no Ceará, em Porto Alegre, por isso a ministra Margareth Menezes pediu a remodelação da arquitetura de financiamento da cultura brasileira, por meio de editais específicos em territórios de favelas e nas regiões menos alcançadas, como o Norte, que já estão em andamento”, salientou.

Foto: Silvia Machado/MITsp 2024

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x