21 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Acordo permitirá internacionalização do artesanato brasileiro

Acordo permitirá internacionalização do artesanato brasileiro

Em parceria com Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (MEMP), protocolo vai movimentar o setor

10/05/2024 07h05 - Atualizado há 2 semanas Publicado por: Redação
Acordo permitirá internacionalização do artesanato brasileiro Foto: Filipe Araujo

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, e o ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (MEMP), Márcio França, assinaram um protocolo de intenções para a internacionalização e comercialização do artesanato brasileiro nesta terça-feira (7). O acordo foi firmado durante a 1ª Mostra do Artesanato Brasileiro – Além das Fronteiras, no Palácio do Itamaraty – evento que abriu oficialmente o 17º Salão do Artesanato, em Brasília.

O objetivo do protocolo é desenvolver e fortalecer o setor artesanal brasileiro, por meio de ações conjuntas das pastas. Segundo a chefe da Cultura, o artesanato guarda a memória e a identidade cultural das regiões.

“A cultura tem colaborado muito com o processo de empreendedorismo e da economia criativa. E o artesanato não visa somente a comercialização, mas é uma salvaguarda da proteção e da memória do nosso povo. A assinatura desse protocolo de intenções é a concretização do nosso compromisso a favor do artesanato dos artesãos brasileiros”, declarou.

Segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2019, o setor movimenta cerca de 50 bilhões por ano no país e é fonte de renda para aproximadamente 10 milhões de pessoas.

Para Márcio França, ministro do Empreendedorismo, a parceria valoriza a difusão das manifestações culturais.

“O artesão não é apenas um empreendedor. Ele também é um artista e, por isso, que ele tem que ter uma tratativa diferente do empreendedorismo normal e a presença do Ministério da Cultura é um símbolo para essa nova etapa que nós iniciaremos”, disse.

Exposição

A 1ª Mostra do Artesanato Brasileiro – Além das Fronteiras, realizada no Palácio do Itamaraty, lançou oficialmente o 17º Salão do Artesanato, que acontece em Brasília de 8 a 12 de maio. Na mostra, cada estado participou com uma peça, somando 27 obras selecionadas.

O evento, promovido pelo pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), vinculado ao Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte (MEMP) para o corpo diplomático, buscou ampliar o debate sobre a internacionalização do artesanato brasileiro.

De acordo com Maria das Graças, presidenta da Confederação Brasileira dos Artesãos (Conart), as ações do Governo Federal para apoiar o artesão demonstram respeito e interesse com o setor.

“O artesão hoje tem voz! Hoje nós acreditamos que podemos trabalhar com respeito, dignidade em qualquer lugar desse país e fora dele”, afirmou.

Ainda segundo a ministra Margareth Menezes, as ações do Governo Federal visam fortalecer a economia. “Vamos fortalecer essa economia tão representativa com participação democrática porque a cultura tem muito a colaborar com o empreendedorismo, e vamos trabalhar para internacionalizar a produção dos nossos artesãos”, concluiu.

Com temática “Artesanato, a mãe de todas as artes”, o Salão do Artesanato é aberto ao público. Ele é realizado no shopping Pátio Brasil. Segundo a organização do evento, serão cerca de 80 mil peças, desde as menores, como acessórios e utensílios, até as maiores, como esculturas, utilitários, objetos de decoração e móveis.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x