25 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Brasil alcança a marca de 5 mil Pontos de Cultura

Brasil alcança a marca de 5 mil Pontos de Cultura

Rede Cultura Viva cresceu, em 16 meses, 180% a mais do que a soma registrada entre 2019 e 2022

16/04/2024 08h08 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Brasil alcança a marca de 5 mil Pontos de Cultura Foto: Divulgação/Grupo Andora (ES)

A retomada da Política Nacional de Cultura Viva (PNCV) já traz resultados. O Ministério da Cultura (MinC) alcançou a marca de cinco mil Pontos de Cultura certificados na Plataforma Rede Cultura Viva, em mais de 1.400 municípios distribuídos em todas as unidades da federação. O número representa um aumento aproximado de 15% em relação a janeiro de 2023, quando ocorreu a recriação do MinC. Até esta data, contabilizavam-se 4.329 pontos certificados. De acordo com linha histórica da plataforma, a rede Cultura Viva cresceu, em apenas 16 meses, 180% a mais do que o total registrado entre 2019 e 2022, considerando que, no acumulado desse período, foram certificados somente 373 Pontos de Cultura.
Segundo a secretária de Cidadania e Diversidade Cultural do MinC, Márcia Rollemberg, os editais lançados, em 2023, marcaram a reativação da PNCV, que completará 20 anos no mês de julho, e destinaram R$ 67 milhões para potencializar a rede e fazer o reconhecimento de iniciativas culturais em todas as regiões, com foco nas culturas populares, tradicionais, de matriz africana, indígenas, mas também no Hip-Hop e na ampla diversidade cultural brasileira. Foi um investimento histórico da Pasta.
“A cultura passou por um período difícil. Os Pontos de Cultura não contavam com fontes de financiamento desde 2019. Agora, estamos vivendo esse novo momento em que cultura de base comunitária volta a ter protagonismo. A nossa expectativa é que a vinculação dos recursos da PNAB na Cultura Viva possa dar ainda mais potência aos nossos Pontos de Cultura. Certamente teremos uma ampliação ainda maior do mapa nacional dos Pontos e Pontões de Cultura nos próximos meses”, afirmou Márcia.
Além dos editais, a Política Nacional de Cultura Viva passou a contar com investimentos da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB), que destina aos estados e municípios R$ 3 bilhões por ano para investimento nos projetos e ações culturais. Os municípios que receberem mais de R$ 360 mil da PNAB deverão reservar 25% deste valor para a PNCV. Para os recursos do Estado e do DF, o percentual de reserva será de 10%. Isso significa a destinação aproximada de R$ 400 milhões da Política Nacional Aldir Blanc à Política Nacional de Cultura Viva somente neste ano. Considerando os cinco anos previstos para implementação da PNAB, o Ministério da Cultura deverá repassar, no mínimo, R$ 1,6 bilhão para a PNCV.
“O Brasil está dando início à quinta geração da Cultura Viva, um salto histórico na direção de uma escala, capilaridade e relevância nunca antes vistas, contribuindo de forma decisiva para os desafios que se apresentam ao país. Novamente, seremos referência internacional: agora, em relação ao papel estratégico que a política de base comunitária assumirá. A Cultura Viva e os Pontos de Cultura vão reinventar o Brasil – e o futuro é ancestral”, completou o diretor da Política Nacional de Cultura Viva, João Pontes.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x