25 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > ChorandoSemParar atrai grande público na Praça XV

ChorandoSemParar atrai grande público na Praça XV

São-carlenses puderam acompanhar 12 horas ininterruptas de apresentações musicais

17/12/2023 23h21 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
ChorandoSemParar atrai grande público na Praça XV

Neste domingo (17), aconteceu o encerramento do 19º Festival Internacional de Música Instrumental ChorandoSemParar, realizado em São Carlos pelo Projeto Contribuinte da Cultura e pelo Instituto Mário de Andrade (IMA) com apoio da Prefeitura Municipal. O público acompanhou 12 horas ininterruptas de apresentações musicais na Praça XV, formato que inspirou o nome do Festival, trazendo: Orquestra Experimental da UFSCar, Armandinho Macedo e convidados, Messias Britto e convidados, Big Band do Projeto Guri, Duo Grego, Everton Pera Quarteto, Brazulê, Alexandre Ribeiro, Roberta Valente, Cléber Silveira, Zé Barbeiro, Big Boom Orchestra, Fábio Peron Trio, Oito Baixos, Enrique Menezes, Henrique Araújo, Wanessa Dourado em Fios de Choro e Em volta da Fogueira, entre outros.

A abertura do evento aconteceu na segunda-feira (11), no Teatro Municipal, com apresentação da violinista Wanessa Dourado, do clarinetista Pedro Alliprandini e do convidado homenageado Messias Britto, jovem instrumentista e cavaquinista baiano, destacado pela crítica especializada como um dos maiores talentos da música instrumental da atualidade.

Durante toda a semana (12 a 15/12), aconteceram atividades formativas e de arte-educação em escolas públicas da cidade e após três anos sendo realizadas virtualmente e em outros espaços, as apresentações no fim de semana voltam para o tradicional palco da Praça “Dr. Christiano Altenfelder Silva”, a Praça XV. Na Praça XV, durante todo o sábado (16), o público acompanhou a passagem de som. À noite, ocorreu a apresentação, “Em Volta da Fogueira”, da violinista e rabequeira Wanessa Dourado, acompanhada pelos músicos Thadeu Romano, Douglas Alonso, Deni Mastrodomenico e Ingrid Cavalcanti.

O Festival faz, ainda, uma menção especial ao também centenário de Osmar Álvares de Macedo (1923-1997), que criou, com seu parceiro Dodô, o Trio Elétrico da Bahia e de uma nova sonoridade para a música brasileira.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x