29 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Exposição “A verdade está no corpo” fica em cartaz no Paço das Artes até o dia 7/1

Exposição “A verdade está no corpo” fica em cartaz no Paço das Artes até o dia 7/1

Com entrada gratuita, são mais de 100 obras, que procuram repensar gêneros e provocar empatia às diferenças

05/01/2024 07h36 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
Exposição “A verdade está no corpo” fica em cartaz no Paço das Artes até o dia 7/1

Esta é a última semana de visitação da exposição “A verdade está no corpo”, que traz obras de mais de 40 artistas de diferentes origens, credos, gerações e formações ao Paço das Artes – instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo. Com entrada gratuita, a mostra segue em cartaz até o dia 7 de janeiro de 2024.

A exposição, que tem curadoria de Renato De Cara e um recorte que explora o corpo, traz mais de 100 obras emprestadas ao Paço das Artes, oriundas de coleções particulares, galerias e artistas. São apresentadas pinturas, fotografias, videoartes, gravuras, elementos instalativos e alguns trabalhos escultóricos. Os trabalhos expostos traçam um retrato da maneira como cada um vê o outro ou a si mesmo na contemporaneidade, friccionando diálogos.

A curadoria procurou acessar pesquisas múltiplas para repensar gêneros e provocar empatia às diferenças. Fotógrafos de moda, pintores, escultores e artistas de várias gerações apresentam retratos que refletem a procura da diversidade e individualidade de cada um.

“Entre os mitos de Adão e Eva, esbarrando no legado da beleza grega e outros padrões normativos engessados, as vanguardas vêm rompendo com as formas acadêmicas de representação dos corpos. Cubismo e dada, para citarmos apenas dois dos mais provocadores movimentos de ruptura do século passado, hoje ainda fazem ecoar traços e formas daquilo que se investigou para entender o ser humano avançando para o futuro. As artes visuais não mais estão em busca do belo, e a manifestação de uma idealizada beleza dos corpos e de uma natureza idílica caiu por terra, soçobrada nas questões mais importantes da contemporaneidade. Há em cada pessoa uma noção de beleza e de um mundo que se articula – a verdade de cada corpo. O anseio pela perfeição foi suprido pelo consumo. Aos artistas coube repensar formas marcadas por inquietações de ordem social, política e ética, reivindicando lugares de fala até então silenciados, atualizando as questões da vida com luta. A política se manifesta no cotidiano, cada qual com um corpo não padronizado nem fixado em narrativas eróticas publicizadas.”

Renato De Cara, curador do Paço das Artes
Visita especial – 6.1

No penúltimo dia da exposição, 6 de janeiro, haverá uma visita guiada pelos artistas Daniel Malva; Ulysses Bôscolo; Marcio Marianno; e Luís Só. Ao lado de Renato De Cara, curador do Paço das Artes, os artistas percorrem a exposição e discorrem sobre suas obras a partir das 16h, com entrada gratuita.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x