18 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Jacque Falcheti canta sobre o tempo, a solidão, os amores e a mulher contemporânea

Jacque Falcheti canta sobre o tempo, a solidão, os amores e a mulher contemporânea

Cantora, compositora e nômade realiza turnê pelo Estado de São Paulo

06/04/2024 06h17 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Jacque Falcheti canta sobre o tempo, a solidão, os amores e a mulher contemporânea

Depois de percorrer 16 países cantando com seu violão, Jacque Falcheti retorna ao Brasil para mais uma turnê agora no estado de São Paulo apresentando seu álbum CRUA que dá luz às compositoras do mundo, à solidão, à relação com o tempo, aos amores e histórias da vida contemporânea, um show intimista e poético. Jacque estará muito bem acompanhada de convidadas, cantoras e compositoras, locais da cena autoral de cada cidade. O projeto de mapeamento dessas mulheres acompanha a carreira da artista e desta vez contará com Morgana Kurmann e Adriana Gennari em Araraquara, Nina Neder em Piracicaba, Tássia Guarnieri em Rio Claro, Júlia Toledo em Campinas, Thais dos Guimarães em São Carlos e Carla Mariani em Santos. Os shows serão realizados nas bibliotecas municipais e com acesso gratuito.

Serviço:

Local: Biblioteca Amadeu Amaral
Endereço: R. São Joaquim, 735 – Jardim São Carlos
Horário: 19h30

Cantautora: Thais dos Guimarães

 

Bio das Cantautoras

Jacque Falcheti – Formada em música pela Universidade Federal de São Carlos e no curso de MPB/Jazz – Canto Popular do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos de Tatuí (SP). Gerencia a própria carreira e já foi contemplada em mais de 20 editais culturais nacionais e internacionais. Destaque para a gravação do primeiro CD em parceria com Flávio Vasconcelos, Passim (2016) pelo Musibéria em Serpa-Portugal e o 1º lugar do Proac-Editais em 2021, com o CD Passim II (2021). Foi classificada na 17ª posição do ranking dos 100 melhores álbuns de 2017 com o CD Flor de Aguapé do site Embrulhador. Realizou turnês por mais de 16 países, incluindo Europa. África e América Latina. Além de residência artística em Narva, na Estônia. Participou de parcerias com referências artísticas como Mônica Salmaso, Verônica Ferriani, João Camareiro, Iara Ferreira entre outras.
A Turnê Crua já conta com duas temporadas na Europa, além de uma turnê pela região Sul do Brasil e shows pelo Estado de São Paulo. Nesta temporada abriu com show no Sesc 14 Bis em São Paulo e agora percorrerá seis cidades do interior de SP: Araraquara, São Carlos, Rio Claro, Campinas, Piracicaba e Santos.

Insta: @jacquefalcheti

Thaís dos Guimarães – Thais dos Guimarães Alvim Nunes é cantora, professora e pesquisadora da canção popular brasileira. Na década de 1990 participou do trio vocal Nosso Canto realizando diversas apresentações na região do Triângulo Mineiro. Na cidade de Campinas-SP participou como cantora de diversas apresentações musicais com foco em períodos específicos ou diferentes produções da música popular tais como Confissões de Minas (1999), 20 anos da Ópera do Malandro (1999), Homenagem à Elis Regina (1999), A época de ouro (2002), Samba-canção e bossa nova (2002), Vanguarda Paulista e Clube da Esquina (2003), Ary: uma homenagem (2004), Tropicália e década de 60 (2004).

Em 2005 concluiu o mestrado intitulado A sonoridade específica do Clube da Esquina, no qual faz um estudo panorâmico sobre os dez primeiros discos da carreira de Milton Nascimento e de modo mais específico sobre o álbum Clube da Esquina, de 1972, assinado também pelo compositor Lô Borges. De 2006 a 2009 foi docente na Universidade Federal de São João del Rei-MG e desde 2009 atua na Universidade Federal de São Carlos-SP. Como docente e pesquisadora, colabora para a formação de cantores, educadores musicais e pesquisadores da canção popular.

Em 2015 concluiu seu doutorado intitulado A voz de Milton Nascimento em presença. É Coordenadora do Programa de Extensão Música Popular: história, performance e ensino, no âmbito do qual produziu e dirigiu diferentes espetáculos tais EnCantos da Música Popular Brasileira (2015), Cantando os anos de ditadura militar no Brasil (2016), Cem anos de samba (2016-2017), Panis et Circenses – 50 anos de Tropicalismo (2017-2018), Tem bossa, samba e canção (2021), Revisitando as canções dos anos 20, 30 e 40 (2021). Desde 2022 coordena a atividade de extensão Interpretações do cancioneiro popular brasileiro, na qual concebe e dirige a cada semestre, conjuntamente ao pesquisador e pianista Adelcio Camilo, espetáculos musicais com repertório da canção popular brasileira de diferentes épocas. Atualmente tem desenvolvido pesquisa artística focada em poemas e canções com Adelcio Camilo e a pesquisadora e poeta Diana Junkes.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x