22 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Museu da Língua Portuguesa passa a ter clube de leitura

Museu da Língua Portuguesa passa a ter clube de leitura

Gratuitas, mensais e presenciais, as duas atividades estreiam na programação da instituição no dia 13 de abril

11/04/2024 06h19 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Museu da Língua Portuguesa passa a ter clube de leitura Foto: Governo de SP

O mês de abril marca a estreia de duas atividades no Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, relacionadas ao universo da literatura. A partir desse mês, a instituição passará a promover uma feira de troca de livros e também um clube de leitura, atendendo a um pedido antigo do público. A primeira edição de ambas as ações, que serão mensais, presenciais e gratuitas, acontecerá no dia 13 de abril.

Clube de leitura

Intitulado em 2024 “Papo Literário: narrativas negras em língua portuguesa”, o clube de leitura terá como objetivo, neste ano, destacar livros de autores negros na língua portuguesa e promover o debate em torno dessas obras. Serão oito encontros, sendo um por mês, até novembro.

A assistente social e mediadora de leituras, Camilla Dias, do perfil @camillaeseuslivros no Instagram, é a curadora deste ano. Integrante dos coletivos Lendo Escritores Negros-Brasileiros e Leituras Decoloniais, ela selecionou livros relacionados ao tema Línguas Africanas no Brasil, o mesmo da próxima exposição temporária do Museu.

A cada edição, um escritor convidado mediará a conversa em torno de um livro e um tema específico. Na primeira, das 11h às 13h, no Saguão B do Museu, a autora Juliana Borges vai falar sobre a obra Luanda, Lisboa, Paraíso (Companhia das Letras), de Djaimilia Pereira de Almeida. O tema do debate será “Descolonização e pertencimento na literatura de Djaimilia Pereira de Almeida”.

Confira abaixo o calendário dos próximos livros que serão tema do Papo Literário:

11/5: Mata Doce, de Luciany Aparecida. Mediação de Jarid Arraes.

15/6: Minha pátria é a língua pretuguesa, de Kalaf Epalanga. Mediação de Allan da Rosa.

13/7: Poemas da recordação e outros movimentos, de Conceição Evaristo. Mediação de Lubi Prates.

10/8: Menina Bonita do Laço de fita, de Ana Maria Machado; Preta-Pretinha, de Rose Chiappa; Os mil cabelos de Ritinha, de Paloma Monteiro; e Manual de penteado para crianças negras, de Joana Gabriela Mendes e Mari Santos. Mediação de Luciana Bento, do Quilombo Literário.

14/9: Marinheira no Mundo, de Ruth Guimarães. Mediação de Cidinha da Silva.

19/10: Uma chance de continuarmos assim, de Taiasmin Ohnmacht. Mediação de Isa e Pétala, do Afrofuturas.

23/11: Solitária, de Eliana Alves Cruz. Mediação de Camilla Dias.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x