19 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Cultura

Jornal Primeira Página > Notícias > Cultura > Vítima de Spacey diz que ator ria após agressões sexuais

Vítima de Spacey diz que ator ria após agressões sexuais

A última vez em que o homem encontrou o ator foi ao levá-lo de carro a uma festa na década de 2000

05/07/2023 10h26 - Atualizado há 10 meses Publicado por: Redação
Vítima de Spacey diz que ator ria após agressões sexuais Crédito: Youtube

Uma das vítimas do ator Kevin Spacey deu um depoimento sobre o caso que envolve agressões sexuais que teriam sido cometidas pelo ator entre 2001 e 2013 nesta segunda-feira, 3, em Londres. O artista é acusado de 12 assédios contra quatro homens Ele nega as denúncias.

O denunciante, que não foi identificado por conta das leis britânicas, chegou a comparar Spacey ao personagem interpretado por ele no filme Se7en – Os Sete Crimes Capitais, de 1995, conforme informações da Variety. No longa, o ator interpreta um serial killer que comete crimes inspirados nos sete pecados capitais.

Segundo o homem, o artista chegava a rir após as agressões sexuais. “Eu costumava chamá-lo de esquisito. Eu costumava dizer: ‘Você é a p**** de um esquisito’. Ele costumava rir disso, costumava achar isso engraçado. Ele não tinha vergonha”, comentou.

A vítima disse ter sofrido com agressões de Spacey “uma dúzia de vezes”. A última vez em que o homem encontrou o ator foi ao levá-lo de carro a uma festa na década de 2000. Conforme o relato, o artista teria agarrado suas partes íntimas com tanta força que o denunciante quase bateu o carro.

Ele qualificou Spacey como “predador agressivo” e disse que o ator estava incomodado com a própria orientação sexual, segundo a AFP. “Não aguento ver esse homem. Me sinto mal”, afirmou a vítima.

Questionado pela polícia sobre o motivo de não ter denunciado o artista anteriormente, ele respondeu que se sentia “envergonhado” e também temeu sofrer represálias profissionais. O homem contou que os abusos fizeram com que ele desenvolvesse depressão, ansiedade e estresse.

Na última sexta-feira, 30, data do início do julgamento, a Promotoria britânica qualificou Spacey como “um homem que não respeita os limites nem o espaço pessoal”, que “gosta que outras pessoas […] se sintam incomodadas, um assediador sexual”. O julgamento deve durar quatro semanas no Tribunal da Coroa de Southwark, sul de Londres.

As denúncias contra o artista surgiram em meio ao movimento #MeToo em 2017. No ano passado, Spacey foi declarado inocente por uma das denúncias em Nova York. Em 2019, acusações de outra vítima foram retiradas.

Com informações da Agência Estado.

 

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x