23 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > Ciesp mostra alta no nível de contratação da indústria

Ciesp mostra alta no nível de contratação da indústria

17/10/2012 12h17 - Atualizado há 12 anos Publicado por: Redação
Ciesp mostra alta no nível de contratação da indústria

O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em São Carlos  – região composta por 13 municípios – apresentou resultado positivo no mês de setembro de 2012.

 

No ano, temos um acumulado de 5,06%, representando um acréscimo de aproximadamente 1.900 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o acumulado é de -1,61%, representando uma redução de aproximadamente 650 postos de trabalho.

O índice do nível de emprego industrial da Diretoria Regional do Ciesp em São Carlos foi influenciado pelas variações positivas dos setores de Máquinas e Equipamentos (4,57%), Produtos de Borracha e de Material Plástico (1,69%),  Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (0,99%), Produtos Têxteis (0,39%) e Produtos Diversos (0,10%), que são os setores que mais influenciam o cálculo do índice total da região.

Quando comparados os meses de setembro dos anos de 2011 e 2012, temos um cenário melhor, pois em setembro de 2011 o resultado foi negativo em -0,41%. Já a comparação feita com agosto, o Ciesp em São Carlos um resultado favorável, já que no mês retrasado o resultado foi negativo. A variação ficou em -1,38%, o que significou uma perda de aproximadamente 550 postos de trabalho.

Em julho, a indústria da região perdeu 300 postos de trabalho em julho. O resultado negativo mostrou variação de -0,81%. Na avaliação do diretor regional do Ciesp em São Carlos, Ubiraci Moreno Pires Corrêa, este é o resultado de um cambio desfavorável que fez o importado, principalmente, da China, dominar o setor varejista e quase eliminar o que se produz no País.

Corrêa avalia também que as medias protecionistas apresentadas pelo governo federal nos últimos meses ainda não chegaram ao chão de fábrica e a consequência imediata é o desemprego.

Na avaliação do diretor regional do Ciesp São Carlos, a indústria na região perdeu empregos e competitividade nos últimos dez anos e o reflexo é o índice de desemprego gerado, como mostram os últimos dados que a taxa de demissões no setor nos últimos 12 meses, em que o acumulado é de -4,03%, representando uma redução de aproximadamente 1.650 postos de trabalho.

Para Corrêa, a tendência é que até o final do ano só se tenha demissões na indústria. Ele afirmou que as medidas de desoneração fiscal, que na verdade reduz os impostos das indústrias através da carga tributária e dos encargos trabalhistas, ainda não tiveram reflexo no chão de fábrica.

“As medidas adotadas pelo governo federal só entraram em vigor em agosto e o impacto deve ocorrer nas contas de setembro. Mais uma vez o governo estipula prazos longos de aplicação para a modernização da economia brasileira que está ladeira abaixo, sem competitividade no mercado internacional”, disse, ao afirmar ainda que essas medidas isoladas não trazem reflexos imediatos para a indústria.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x