15 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > Comércio reage com alta de 6% em 2012

Comércio reage com alta de 6% em 2012

09/05/2012 12h34 - Atualizado há 12 anos Publicado por: Redação
Comércio reage com alta de 6% em 2012

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, o movimento dos consumidores nas lojas em todo o país avançou 0,7% em abril de 2012, já descontadas as datas sazonais como Páscoa, por exemplo. Os números engatam a segunda alta mensal consecutiva nesta abertura de segundo trimestre.

 

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve crescimento de 6% do movimento do varejo em abril deste ano. No acumulado do primeiro quadrimestre de2012, aatividade varejista cresceu 6,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos e região, Paulo Roberto Gullo, São Carlos reflete esse panorama que mostra a expansão do comércio.

Gullo diz ainda que o setor varejista é motivado pela inclusão da classe C no rol de consumidores ativos. “Eles estão comprando e sabendo comprar, muitos economizam e chegam ao comércio querendo negociar à vista, porque perceberam que levam vantagens com dinheiro na mão”, afirmou.

Já o secretário de Trabalho e Renda de São Carlos, Emerson Domingues disse que existe uma campanha dentro da secretaria para estimular a mão de obra especializada para o comércio.

São atualmente 102 alunos inscritos no curso de técnicas comerciais dentro do Plano Territorial de qualificação (Plantec), direcionado a especializar mão de obra para atender ao comércio varejista, segundo a chefe de departamento, Luciana Ferreira.

Dados da Casa do Trabalhador,em São Carlos, mostram que 30% dos pedidos das empresas em busca de mão de obra vêm do comércio. Ontem, estavam abertas 550 vagas na cidade esperando por trabalhadores, pelo menos 160 eram demandadas pelo comércio.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o recuo gradativo dos níveis de inadimplência do consumidor, os ganhos reais de renda das pessoas ocupadas e as medidas de estímulo ao crescimento econômico que vêm sendo tomadas pelo governo aos poucos começam a produzir efeitos positivos sobre a atividade varejista. Além disto, o Dia das Mães deverá também dar um impulso extra ao movimento dos consumidores nas lojas neste segundo trimestre.

A pesquisa do Serasa indica que os segmentos de tecido, vestuário, calçados e acessórios (alta de 1,3%) e de móveis, eletroeletrônicos e informática (crescimento de 1,2%) foram destaque da atividade varejista nacional no mês passado.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x