26 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > INA recua 0,5% em março, mostra Fiesp

INA recua 0,5% em março, mostra Fiesp

26/04/2012 19h09 - Atualizado há 12 anos Publicado por: Redação
INA recua 0,5% em março, mostra Fiesp

O Indicador de Nível de Atividade (INA) referente ao comportamento da indústria paulista caiu 0,5% em março, frente a fevereiro, com dados ajustados sazonalmente, informou nesta quinta-feira,26, aFederação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

 

Sem ajuste, o INA avançou 10% no mesmo período, registrando ainda baixa de 4% em relação a março de 2011. No acumulado em 12 meses, o indicador caiu 1,8%.

A Fiesp divulgou também os dados da pesquisa Sensor, sobre a percepção dos empresários quanto às perspectivas econômicas. Em abril, o Sensor ficou em 47,2 pontos, depois de ter indicado 51,9em março. Odado de abril foi o menor número desde janeiro deste ano, quando atingiu 42,2 pontos. Pontuação acima de 50 traduz otimismo do empresariado, e, abaixo, pessimismo.

Os números são anunciados em um momento de apreensão para a indústria. O setor registrou baixo crescimento em 2011, com destaque negativo para a indústria de transformação, que avançou apenas 0,1%.

Para estimular o setor, o governo anunciou, no início deste mês, um pacote de 60,4 bilhões de reais em medidas por meio de financiamentos mais baratos e desoneração da folha de pagamento, entre outras ações.

Dias antes, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, havia anunciado outras iniciativas de estímulo, como a que estabelece a prorrogação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) menor para produtos de linha branca.

Na quarta-feira, a Confederação Nacional da Indústria divulgou,em sua Sondagem Industrial, que o percentual médio de utilização da capacidade instalada (UCI) da indústria brasileira subiu 1 ponto percentual em março, para 72%, na comparação com o mês anterior.

No mesmo estudo, foi conhecido que a produção do setor também avançou em março, atingindo 54,6 pontos. Os indicadores da Sondagem variam de0 a100, sendo que valores superiores a 50 indicam aumento da atividade e do emprego, entre outros fatores.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x