18 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > ‘O que acende ou apaga a luz lá fora é a Amazônia’, diz Mercadante

‘O que acende ou apaga a luz lá fora é a Amazônia’, diz Mercadante

Segundo futuro presidente do BNDES, o Brasil tem a oportunidade de "liderar" os investimentos "verdes" no mundo

11/01/2023 22h49 - Atualizado há 1 ano Publicado por: Redação
‘O que acende ou apaga a luz lá fora é a Amazônia’, diz Mercadante Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Vinicius Neder/AE

O ex-ministro Aloizio Mercadante, indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), afirmou, em entrevista à GloboNews, que o investimento no desenvolvimento sustentável da Amazônia poderá atrair recursos externos para o País, especialmente da União Europeia (UE).

“Com o Brasil liderando essa agenda da biodiversidade, como já liderou no passado, temos 55 trilhões de euros na União Europeia para terceiros países. Com a relação que o (presidente) Lula tem com o (chanceler da Alemanha) Olaf Scholz, com o (presidente de governo da Espanha) Pedro Sánchez, com o (presidente da França, Emmanuel) Macron, com os principais líderes, com o governo português, temos grandes chances de trazer uma parte importante desses recursos para financiar projetos de desenvolvimento sustentável para a Amazônia”, disse Mercadante, em entrevista à jornalista Míriam Leitão.

Segundo o futuro presidente do BNDES, o Brasil tem a oportunidade de “liderar” os investimentos “verdes” no mundo. Na verdade, segundo ele, o desenvolvimento sustentável da Amazônia, com a preservação da floresta, seria o único caminho para o País ter uma boa inserção no cenário internacional.

“Ou o Brasil enfrenta isso ou estamos fora do cenário internacional. O que acende ou apaga a luz lá fora é a Amazônia. Então, colocando a proteção dos nossos biomas, especialmente a Amazônia, vamos ter a contrapartida de atrair recursos e desenvolver outros setores, de energia limpa, de economia limpa, gerar valor agregado, pesquisa, emprego e renda, de forma sustentável”, completou Mercadante.

Durante participação no programa GloboNews Mais, na tarde desta quarta-feira, Míriam Leitão antecipou alguns pontos da entrevista. Segundo a jornalista, Mercadante disse querer imprimir no BNDES a marca de um banco “digital, verde e inclusivo”.

A jornalista disse também que o ex-ministro negou que as mudanças planejadas para uma nova gestão petista à frente do banco de fomento incluam a retomada de políticas como o apoio à formação de multinacionais de capital brasileiro (‘campeões nacionais’) e o fortalecimento do “funding” via aportes do Tesouro Nacional.

Ainda conforme a jornalista, Mercadante ainda ressaltou, na entrevista, a importância de ampliar a diversidade no corpo de funcionários do BNDES. Um programa de trainee focado apenas em profissionais de pele preta seria uma das possíveis ações.

 

Foto

Agência Brasil

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x