17 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Economia

Jornal Primeira Página > Notícias > Economia > Região de São Carlos exporta US$ 572 milhões em 2023

Região de São Carlos exporta US$ 572 milhões em 2023

Montante exportado aponta queda de 23% ante 2022; importações chegaram a US$ 708 milhões em 2023, com crescimento de 8,5%

20/03/2024 23h58 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
Região de São Carlos exporta US$ 572 milhões em 2023 Diego Baravelli/ MInfra/Agência Brasil

O setor industrial de São Carlos e toda a Região da Diretoria do CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) exportou US$ 572,1 milhões em 2023. O montante exportado aponta uma queda de 23% com relação ao ano de 2022.

Os principais produtos exportados foram máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (43,9%); açucares e produtos de confeitarias (11,5%) e obras diversas (10,3%).

As importações em 2023 chegaram a US$ 708 milhões em 2023, com acréscimo de 8,5% em relação ao ano de 2022.

Os principais produtos importados foram máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos (40,9%); máquinas, aparelhos e materiais elétricos (11,8%) e obras de ferro fundido (6,4%).

“O indicador representa como o industrial paulista está encarando as perspectivas da economia para o ano de 2024 Apesar de o PIB do Brasil em 2023 ter superado as expectativas, a atividade industrial não acompanhou este crescimento, o crescimento se deu pela agricultura e pelo setor de serviços”, comenta Marcos Henrique dos Santos, diretor titular do CIESP São Carlos.

“Então a indústria paulista está iniciando o ano de uma forma cautelosa para aumento de produção e novos investimentos. A boa notícia é que o nível de emprego tem se mantido, o que significa que a expectativa não é de piora na economia, mas de manutenção nos níveis de 2023. Claro que estamos no início do ano e alguns fatores podem contribuir para um ano favorável à indústria, entre estes fatores estão o aumento da renda das famílias, o cenário de continuidade da queda dos juros e as recentes medidas de estímulo às indústrias, já anunciadas, mas que ainda aguardamos a implementação por parte do governo federal”, acrescenta.

Importante ressaltar que a balança comercial refere-se à Regional do Ciesp São Carlos que abrange, além de São Carlos, cidades como Ibaté, Porto Ferreira e Pirassununga, entre outras.

“A queda mais expressiva na pauta das exportações ocorre principalmente por produtos derivados do açúcar, que por ser uma commodity, sofre influência dos preços internacionais e oscilações de oferta e procura internacionais. Outros produtos, como máquinas e equipamentos e instrumentos e aparelhos de ótica, também caíram, porém em menor valor percentual. De qualquer forma, nossa indústria está diminuindo sua participação nas exportações e é preciso reverter esta tendência.”, aponta Santos.

“Do ponto de vista das importações, o acréscimo de 8,5% nas nossas compras internacionais, pode significar uma certa estabilidade, uma vez que os preços internacionais subiram devido a inflação que se espalhou pelo mundo depois da pandemia e algum crescimento sempre ocorre, a partir da constatação de que nossa indústria depende em grande parte de componentes fabricados no exterior e precisa destas compras para poder produzir”, conclui.

PRINCIPAIS MERCADOS

Os principais mercados para os produtos do setor fabril da Região da Diretoria CIESP São Carlos foram Estados Unidos (17%); México (13,6%) e Argentina (12,4%).

Já os empresários do setor industrial da região foram comprar principalmente na China (20,2%; Alemanha (15,5%) e Estados Unidos (13,9%).

A Regional de São Carlos compreende também Ibaté, Ribeirão Bonito, Dourado, Trabiju, Boa Esperança do Sul, Descalvado, Analândia, Porto Ferreira, Pirassununga, Santa Cruz da Conceição e Santa Rita do Passa Quatro.

MEDIDAS DO GOVERNO PAULISTA

No final do ano passado, o secretário estadual de Negócios Internacionais, Lucas Ferraz esteve nas Comissões de Relações Internacionais e de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Em sua explanação, o economista anunciou medidas para o aumento da inserção internacional dos municípios paulistas, prometeu atacar burocracias do comércio exterior e dar atenção especial a pequenas e médias empresas e regiões administrativas mais pobres do Estado.

TINDER DO COMÉRCIO INTERNACIONAL

O principal programa anunciado por Lucas Ferraz foi o que ele apelidou de ‘Tinder do comércio internacional’. Em resumo, será um programa da Secretaria que tentará facilitar a ligação entre a oferta paulista e a demanda internacional, principalmente para pequenas e médias empresas.

A ideia é mapear as vantagens comparativas de cada uma das 16 regiões administrativas do Estado e diagnosticar qual produto aquela região consegue apresentar a melhor oferta para o mercado. Com isso, o Governo auxiliará a fazer o ‘match’, a conexão dessa região com um país do mundo que tenha demanda pelo produto produzido.

Para apresentar à população esse “mapa global de oportunidades de comércio”, a Pasta irá realizar eventos ao redor do Estado para reunir prefeitos, empresários e associações comerciais locais. O primeiro encontro está marcado para acontecer na cidade de Birigui, mas outros ocorrerão em todas as regiões administrativas de São Paulo.

O foco será oferecer essas informações para pequenas e médias empresas, já que empresas maiores conseguem ter acesso a esse tipo de dado de forma mais fácil. Ferraz disse querer corrigir essa ‘assimetria de informações’ que acontece. “Cabe a nós, como Governo do Estado, endereçar essa falha de mercado, porque é uma falha de mercado”, defendeu.

Além desse mapeamento, o secretário afirmou que o Governo irá lançar, em breve, a plataforma ‘São Paulo Global Business’ em parceria com Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A plataforma digital permitirá que pequenas e médias empresas paulistas tenham acesso à demanda de mais de 200 mil empresas espalhadas por 140 países. Nela, empresários conseguirão apresentar seus produtos para todo o mundo, facilitando o processo de conexão com compradores no exterior.

 

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x