25 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Basquete feminino supera baque e é bronze

Basquete feminino supera baque e é bronze

26/10/2011 10h24 - Atualizado há 13 anos Publicado por: Redação
Basquete feminino supera baque e é bronze
Após a frustração pela inesperada derrota de segunda-feira, 24, para Porto Rico na semifinal do torneio feminino de basquete, a Seleção Brasileira entrou em quadra nesta terca-feira, 25, disposta a voltar para casa com uma medalha dos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. Jogando com seriedade, o Brasil derrotou a Colômbia por 87 a 48 (41 a 30 no primeiro tempo) e conquistou a medalha de bronze da competição, em partida realizada no Ginásio Code Alcalde. Iziane foi a cestinha da partida, com 20 pontos. México e Porto Rico fazem a final no torneio.
“Ainda somos a melhor equipe desse torneio. Mas basquete é assim mesmo, se uma equipe não joga bem, perde. E na semifinal contra Porto Rico não jogamos bem, e perdemos”, disse Iziane. “Foi muito difícil focar para esta partida de hoje, fi z uma força muito grande. Felizmente hoje deu tudo certo e vamos voltar pra casa com a medalha de bronze”, completou a cestinha.

Brasil e Colômbia já haviam se enfrentado na última partida da primeira fase, com vitória do Brasil por 83 a 56. Para não correr riscos no jogo da medalha, o Brasil iniciou a partida forçando o ritmo. Erika e Iziane se destacaram desde o início, tentando impor respeito à frágil Colômbia. Babi, Silvia e Damiris completaram a equipe que iniciou o jogo sem dar chances às adversárias. Ao final do primeiro quarto, a Seleção vencia por 24 a 11. No segundo quarto, para poupar suas principais jogadoras para o final da partida, o técnico Enio Vecchi tirou de quadra Iziane e Erika. O Brasil caiu um pouco de rendimento e a Colômbia melhorou o setor defensivo. O placar chegou a estar 25 a 20. Mas no final do primeiro tempo a diferença já aumentara para 11 pontos, 41 a 30 para o Brasil.

Na segunda etapa, já com Iziane e Erika em quadra, o Brasil tratou de encerrar qualquer pretensão colombiana. Jogando com mais intensidade na defesa e encaixando bons contra-ataques, a Seleção se distanciou no placar. Final do terceiro quarto, Brasil 69 a 41. A essa altura, a Colômbia desistiu de reagir. À vontade em quadra, o Brasil fez o tempo passar pontuando mais que na primeira etapa. O placar, de 87 a 48, mostrou bem a diferença técnica das duas equipes. “Saio de Guadalajara com a cabeça erguida porque conquistamos uma medalha. Infelizmente ontem não consegui ajudar a equipe como pretendia e por isso não estamos disputando a final”, disse a pivô Erika, elogiando os Jogos Pan-americanos. “É um evento muito bacana, uma mini Olimpíada que nos trouxe um aprendizado importante para as próximas competições”, completou Erika.

Ao comemorar o bronze, o técnico Enio Vecchi disse que a fragilidade do grupo em que o Brasil disputou a primeira fase pode ter atrapalhado o Brasil na semifinal. “Caímos em uma chave fraca e talvez isso tenha ficado no subconciente das atletas. Porto Rico entrou sabendo da qualidade do nosso time e veio forte. Mas tudo isso serve de aprendizado. Vem sendo muito prazeroso trabalhar com essa equipe”, afirmou o treinador.

A Seleção Brasileira, que foi medalha de prata nos Jogos Pan-americanos Rio 2007, já tem vaga garantida para os Jogos Olímpicos Londres-12. (cob.org.br)

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x