15 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Brasil e Espanha disputam vaga na semi

Brasil e Espanha disputam vaga na semi

14/12/2011 15h17 - Atualizado há 12 anos Publicado por: Redação
Brasil e Espanha disputam vaga na semi

Ingredientes não vão faltar para temperar o confronto entre Brasil e Espanha pelas quartas de final do Mundial Feminino de Handebol, nesta quarta-feira, às 20h, no Ginásio do Ibirapuera, com transmissão ao vivo do Esporte Interativo. As duas equipes se conhecem muito bem. Oito jogadoras da Seleção já atuaram no país europeu e duas ainda jogam lá – Dara e Deonise. Além disso, o duelo colocará frente à frente duas goleiras que vêm se destacando na competição: a brasileira Chana contra Silvia Navarro.

A espanhola aparece em segundo lugar nas estatísticas, com 45% de aproveitamento (60 defesas em 123 arremesos recebidos). Chana está em quinto, com 49% (62 defesas em 139 tentativas). “Com certeza, veremos uma boa disputa de goleiras, porque tanto a Chana quanto a Navarro estão fazendo um ótimo Mundial. Mas eu sou mais a Chana, claro (risos)”, comentou a pivô Dara, capitã do Brasil, que defende o Bera Bera.

Deonise, armadora, atua no Itxako. A pivô Dani Piedade, as ponteiras Jéssica, Samira e Alexandra, além das armadoras Moniky e Duda são as únicas seis que ainda não passaram pela Espanha na carreira. “Isso pode ser bom, como pode ser ruim. É vantagem para os dois lados. A Espanha tem um estilo de jogo muito parecido com o nosso. Será uma partida delicada, decididaem detalhes. Então, vamos precisar ter tranquilidade, mas, acima de tudo, jogar com inteligência”, comentou Dara.

Brasil e Espanha se enfrentaram poucos dias antes do Mundial, em amistoso disputadoem São Bernardo, no ABC Paulista, com vitória das donas da casa por28 a24. No entanto, o técnico da Seleção, Morten Soubak, acredita que esse resultado não terá influência alguma no confronto de amanhã. “Será um jogo muito difícil e estratégico. É um time muito bom tecnicamente e que ataca com agressividade. Mas não existe favorito. Todas as equipes que estão nas quartas de final são fortes.”

Para o técnico da Espanha, Jorge Dueñas de Galarza, existe, sim, um favorito: o Brasil. Como justificativa, ele aponta o fato de as brasileiras jogarem em casa e estarem invictas na competição, ao contrário da Espanha, derrotada pela Rússia por28 a22 na segunda rodada da primeira fase. “O Brasil está muito bem e tem o ambiente a seu favor. Estamos cientes da nossa campanha e confiantes de que podemos fazer uma boa partida.”

Além de Brasil e Espanha, outras três partidas serão realizadas amanhã pelas quartas de final:  Rússia x França, às 11h45; Angola x Dinamarca, às 14h30, e Croácia x Noruega, às 17h15. Todas serão realizadas no Ginásio do Ibirapuera,em São Paulo.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x