20 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Brasil se classifica a quatro finais no Pré-Olímpico de Remo

Brasil se classifica a quatro finais no Pré-Olímpico de Remo

Mais de 70 atletas de 21 países das Américas buscam vaga em Paris

18/03/2024 14h15 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
Brasil se classifica a quatro finais no Pré-Olímpico de Remo FOTO: SATIRO SODRÉ / CBR / AGÊNCIA BRASIL / REPRODUÇÃO

REPORTAGEM: AGÊNCIA BRASIL

O Brasil terá representantes em quatro finais do Pré-Olímpico Continental de Remo, no Rio de Janeiro, penúltima chance de o país garantir vaga para os Jogos de Paris. Lucas Verthein (Single Skiff) e a dupla Evaldo Becker e Piedro Tuchtenhagen (Double Skiff) se classificaram, segundo dia de competição. As compatriotas Beatriz Tavares e a dupla Isabelle Falck e Manu Abreu já haviam avançado na quinta (14).

Atual campeão pan-americano, o carioca Lucas Verthein chegou em primeiro lugar nas semifinais, com o tempo de fez o melhor tempo hoje nas semifinais, ao concluir a prova de 2 mil metros em 06min48s96, dois segundos a menos que o uruguaio à frente do uruguaio Bruno Berriolo (6min50s40), segundo colocado.

“Minha expectativa está bem boa, tenho me preparado bem. Agradeço todo o suporte para estar 100% focado no remo e poder entregar o melhor resultado para a torcida. É um esforço em conjunto. Meu barco é individual, mas está o Brasil inteiro remando comigo. É um sentimento de gratidão e foco para amanhã, pois ainda não acabou. Ainda tenho uma missão duríssima”, disse Verthein em depoimento ao site da Confederação Brasileira de Remo.

A dupla Evaldo e Piedro asseguraram presença na final após triunfo na repescagem, com o tempo de 6min27s37, cerca de dois segundos à frente dos venezuelanos André Mora e Luís Mota.

“Estamos 200% confiantes para conquistar a vaga para Paris 2024 e coroar o trabalho que está sendo feito até aqui. É a última chance que temos para competir na categoria que tanto gostamos. Há uma pressão por sermos os últimos atletas do Brasil a tentarmos a classificação para a categoria, mas é uma pressão boa”, disse Piedro.

A competição distribui duas vagas no Double Skiff (dupla) e outras cinco no Single Skiff (individula), em cada gênero (masculino e feminino), ao primeiros colocados (dois no double e cinco no single). No entanto, cada país só tem direito a uma vaga em cada gênero e classe de skiff (single ou doble). Caso haja mais de um barco brasileiros na zona de classificação olímpica, serão acionados critérios de desempate. O primeiro deles é a colocação final obtida por cada barco em sua respectiva prova. O critério seguinte é a menor diferença de tempo em relação ao recorde mundial da prova. Se os atletas brasileiros concluírem as provas em segundo lugar, vale como critério de desempate a menor diferença de tempo em relação ao vencedor da prova.

O Brasil ainda tem atletas do remo classificados à Olimpíada de Paris. A última oportunidade para o país assegurar vaga será no Pré-Olímpico Mundial, em Lucerna (Suíça), entre os dias 19 e 21 de maio.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x