19 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Esporte

Jornal Primeira Página > Notícias > Esporte > Internacional ganha no Equador e soma a primeira vitória na Copa Sul-Americana

Internacional ganha no Equador e soma a primeira vitória na Copa Sul-Americana

Com o resultado, o time brasileiro chegou aos cinco pontos e divide a liderança da chave com o Belgrano, da Argentina

26/04/2024 16h03 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Internacional ganha no Equador e soma a primeira vitória na Copa Sul-Americana Foto – Arte – JornalPP

Reportagem – Estadão Conteúdo

Foi difícil e suado, mas o Internacional conseguiu sua primeira vitória na Copa Sul-Americana, na quinta-feira, no estádio Jocay, em Manta, no Equador, ao bater o Delfín, por 2 a 1, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo C.

Com o resultado, o time brasileiro chegou aos cinco pontos e divide a liderança da chave com o Belgrano, da Argentina. O Delfin segue com quatro, enquanto o Real Tomayapo, da Bolívia, soma apenas um.

O Inter volta a jogar pela Copa Sul-Americana no dia 7 de maio, na Bolívia, diante do Real Tomayapo, enquanto o Delfin visita o Belgrano, na Argentina.

O jogo começou com bastante intensidade das equipes. Sobrou transpiração, mas faltou talento. Pouco foi produzido no campo ofensivo. Se fosse para ter um time vencedor ao final dos primeiros 45 minutos, esse time deveria ser o Inter. E a justiça foi feita para o time que mais ficou com a bola (69%) e teve mais postura ofensiva.

Apesar do jogo truncado, o Inter conseguiu abrir o placar aos 34 minutos, com Wesley, que recebeu bom passe de Renê e só teve o trabalho de desviar do goleiro Heras. Este foi o primeiro gol do time gaúcho nesta edição da Sul-Americana.

O panorama inicial do segundo tempo foi totalmente diferente. Em ritmo frenético, o Inter conseguiu o segundo gol logo aos seis minutos, com Borré, de pênalti. Foi o primeiro gol do atacante colombiano pelo time gaúcho, após seis partidas disputadas.

Mas a resposta do Delfin foi imediata. Aos sete, o volante Luis Castro pegou rebote da zaga colorada e bateu sem defesa para Rochet.

Os dois gols pareceram assustar as equipes, que voltaram a perder a inspiração, ao abusarem dos chutões para a frente, sem objetividade.

O Inter pareceu não acreditar na força do Delfin a ponto de chamar o adversário para o seu campo. O técnico Eduardo Coudet substituiu Wesley, um dos melhores em campo, pelo volante Rômulo, em uma de suas substituições. A sorte é que o time equatoriano é muito fraco. Lucca, aos 49, quase fez o terceiro do Inter, mas a finalização foi na trave.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x