19 de Junho de 2024

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > Segundo Borrell, há sete atos para serem aprovados para mobilizar 6,6 bilhões de euros à Ucrânia

Segundo Borrell, há sete atos para serem aprovados para mobilizar 6,6 bilhões de euros à Ucrânia

Sobre as propostas para um sistema de defesa comum para proteger todos os espaços aéreos, Borrell disse que é algo que faz sentido

29/05/2024 07h47 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Segundo Borrell, há sete atos para serem aprovados para mobilizar 6,6 bilhões de euros à Ucrânia Foto – Arte – JornalPP

Reportagem – Estadão Conteúdo

Ao final da reunião dos ministros das Relações Exteriores da União Europeia, o Alto Representante do bloco, Josep Borrell, disse na terça-feira, 28, que é importante saber que neste momento há sete atos jurídicos a serem aprovados para mobilizar 6,6 bilhões de euros ao abrigo do Fundo de Assistência Ucraniano

Em coletiva de imprensa, ele afirmou que a UE irá utilizar os lucros extraordinários, com 90% dos lucros inesperados provenientes dos ativos russos congelados sendo atribuídos através do Mecanismo Europeu para a Paz. “Temos que evitar qualquer tipo de bloqueio para utilizar esses novos recursos”, indicou.

“Analisamos detalhadamente o fornecimento de munições, através de diferentes canais – desde a iniciativa checa à iniciativa da União Europeia, à aquisição conjunta, à aquisição bilateral pelos Estados-Membros, ou comprando diretamente às indústrias. É claro que esta é uma das questões-chave para travar os avanços russos: como podemos ajudar a financiar todas estas iniciativas e como podemos ajudar os ucranianos a desenvolver as suas próprias capacidades industriais”, afirmou ainda.

Sobre as propostas para um sistema de defesa comum para proteger todos os espaços aéreos, Borrell disse que é algo que faz sentido. “Temos um mercado interno para o comércio, porque não ter um espaço aéreo comum para defender todo o espaço aéreo com uma capacidade comum? Mas cabe aos Ministros da Defesa decidir sobre isso”, afirmou.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x