23 de Junho de 2024

Dólar

Euro

Internacionais

Jornal Primeira Página > Notícias > Internacionais > TikTok cria regras para limitar alcance de contas governamentais em outros países

TikTok cria regras para limitar alcance de contas governamentais em outros países

O TikTok, que é de propriedade da ByteDance, sediada em Pequim, está no centro de um acalorado debate, com políticos e autoridades

24/05/2024 07h23 - Atualizado há 1 mês Publicado por: Redação
TikTok cria regras para limitar alcance de contas governamentais em outros países Foto – Arte – JornalPP

Reportagem – Estadão Conteúdo

O TikTok está estabelecendo novas regras para limitar o alcance de contas de Estado que tentam exercer influência em outros países durante períodos eleitorais.

A empresa, que passou a identificar de forma especial perfis ligados a órgãos de Estado há dois anos, anunciou, em comunicado, que as contas identificadas que tentam “alcançar comunidades fora de seu país de origem sobre assuntos globais atuais” não aparecerão no feed principal, onde os usuários têm acesso aos vídeos.

A plataforma também disse que, nas próximas semanas, contas de mídias ligadas a governos que anunciam na plataforma não poderão mais fazer anúncios fora de seus países de origem. A decisão surge poucos dias depois de um estudo realizado pela Brookings Institution afirmar que contas ligadas ao governo russo aumentaram o uso na plataforma e publicaram mais mensagens em espanhol.

O TikTok, que é de propriedade da ByteDance, sediada em Pequim, está no centro de um acalorado debate, com políticos e autoridades argumentando que a plataforma representa uma séria ameaça à segurança nacional e poderia facilmente operar de acordo com interesses da China.

O TikTok negou as alegações e está processando o governo americano por conta da lei que a forçaria romper laços com a empresa chinesa para continuar operando nos EUA. A ByteDance também é parte do processo.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x