28 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Matheus Wada Santos

Jornal Primeira Página > Notícias > Matheus Wada Santos > Resoluções de Ano Novo

Resoluções de Ano Novo

Todo conteúdo de informações e imagens aqui publicados, quanto as suas origens, são de responsabilidade do colunista

31/12/2023 06h17 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
Resoluções de Ano Novo

Com o fim de um ano e o início de outro, é comum que se pense sobre as famosas “resoluções” ou metas para o começo de um novo ciclo. Todas que falam sobre como iremos nos cuidar melhor neste novo ano. Sejam sobre estabilidade financeira, criar uma família, uma nova moradia, emprego, cuidar da saúde física ou mental, entre outros.

Nesse sentido, o que acaba se tornando um hábito é criar uma lista com diversos desses objetivos. Esses podem ser de dois tipos: de curto ou longo prazo.

Quando se fala sobre metas de curto prazo, se pensa naquelas que podem ser alcançadas em menor tempo. Geralmente em dias, semanas ou meses. Já ao pensar sobre as de longo prazo, essa expectativa é entendida entre meses e anos. A distinção é importante, pois, é preciso pensar tanto na satisfação de atingir um objetivo, quanto na questão da frustração ao se falhar nessa tarefa.

Por exemplo: uma pessoa ter medo de andar carro e querer tirar carta sem ir às aulas, não irá conseguir e irá se frustrar. Porém, alguém que esteja ciente da sua dificuldade, que faça terapia, lide com seu medo, estude e se prepare, poderá com tranquilidade tirar sua CNH.

E o que esse exemplo ilustra? Duas coisas. Primeiro, que o problema não é ter metas complicadas, mas sim, o caminho feito para atingi-las. É preciso criar um “passo a passo”. Ou seja, ter objetivos de curto prazo que levem aos de longo prazo.

E segundo, que quando se fala sobre motivação, se fala sobre sua força motriz, o desejo. Esse, que quando esse é satisfeito nas metas de curto prazo, dá força para que a pessoa continue até a de longo prazo.

Isso quer dizer que todas as metas e resoluções são sempre cumpridas? Não, é comum que se existam interdições no caminho, dificuldades e não quereres. E, que na rotina de trabalho, família, estudos e infinitas responsabilidades, se deixe o autocuidado em segundo plano.

Mas, enquanto há vida, há possibilidade. Por isso, é importante que se criem pequenas e possíveis resoluções, que sejam o passo a passo para os objetivos finais. Saindo da armadilha de enormes listas que não condizem com a realidade. Assim, abrindo a possibilidade para atingir essas metas e cuidar de si.

 

Matheus Wada Santos

CRP 06/168009

@psi_matheuswada

(16)99629-6663

[email protected]

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x