17 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Miltinho de Carvalho

Jornal Primeira Página > Notícias > Miltinho de Carvalho > Coluna Miltinho de Carvalho – 07/03/2023

Coluna Miltinho de Carvalho – 07/03/2023

07/03/2023 05h14 - Atualizado há 1 ano Publicado por: Redação
Coluna Miltinho de Carvalho – 07/03/2023

Humor Caipira

Em viagem para a Amazônia, o caipira viu que não resistiu aos encantos dos grandes rios e começou a pescar.

Pescou um, dois, três, uma infinidade de peixes grandes. Estava feliz da vida. De repente, chega um guarda florestal e intimou:

– Ei, o senhor precisa de licença para pescar aqui!

– Mas seu dotô… As minhocas tão funcionando tão bem!

 

Bem-vindo mês de março

Agora que março chegou eu sinto que tudo vai dar certo! Só desejo que traga muitas surpresas, aventuras e histórias maravilhosas para viver.

Preciso que este novo mês encha meu coração de fé e esperança para alcançar o que ainda falta.

Chegue com força, março querido, e demore-se a ir embora! Seja inspirador e mágico. Torne-se memorável pelas melhores razões. Tenho certeza que a felicidade de viver estará presente em todos os instantes deste mês tão belo e especial.

 

Augusto e Atilio, revelação no cenário da música sertaneja

Um pouco da trajetória

Eles são caipiras, daqueles de poucas palavras, olhares significativos e atitudes singelas. Homens grandes, mas meninos envergonhados, introvertidos? Não necessariamente.

É no palco que se conhece, de fato, a dupla Augusto e Atilio. A voz é grave, tremida, e a marcante viola é evidente. ‘Teus Lábios’, atual faixa de trabalho, é a pedida para quem busca uma dança a dois, com palavras apropriadas para um momento especial (Saudade de morder / puxas / soltar / beijas teus lábios…).

Assinado por compositores renomados – Márcia Araújo, Bruno Caliman, Paula Mattos, Fred Liel, Thales Lessa – os irmãos apostam no atual CD, com 12 faixas. O repertório passeia pelo sertanejo tradicional, arrocha, vaneira e já conquistou as principais praças do interior de São Paulo, com média de dez shows ao mês. Agora, com o pé na estrada eles seguem para outros estados.

O talento da dupla despertou a atenção de Falcão, o astro mundial do Futsal, que apadrinhou os jovens e os apresentou ao renomado empresário musical Anderson Ricardo, responsável por lançar o fenômeno Luan Santana.

Resultado? A dupla entrou para o casting da A.R. Live, empresa de administração de carreiras artísticas, que cuida, atualmente, de Wanessa, Gaby Amarantos e Alinne Rosa. “Eles são a minha mais nova aposta para o mercado sertanejo”, enfatiza o empresário.

História

Nascidos em Sales Oliveira, Interior de São Paulo, cresceram assistindo a dupla do pai, Atílio e Santana. Augusto aprendeu a tocar viola e violão muito cedo, com técnicas próprias, como, por exemplo, uma garrafa de cerveja. Já o Atilio, começou aos cinco anos, mas cantava com uma pequena exigência: Só se tivesse palco – caixa de tomate, balcão ou qualquer outro móvel que remetesse ao grande show. E mais, se tivesse recompensa de bala, chiclete ou chocolate.

Em 2008 aconteceu a formação da dupla Augusto e Atilio, onde o primeiro show, em Morro Agudo (SP), foi um sucesso, o que possibilitou aos irmãos a oportunidade de gravar a primeira música em estúdio. Daí em diante a dupla não parou. Com o crescente número de shows, deixaram as suas atividades para se dedicar exclusivamente a carreira artística.

Eles são a cara mais nova do sertanejo. Eles são Augusto e Atilio.

Mais informações (16) 9.9181-3075 / 9.9247-7060.

 

Notícias do mundo da música sertaneja

Coluna sertaneja presta homenagem ao cantor e compositor Jack

O mundo da música sertaneja está de luto, pois faleceu dia 20 de fevereiro, o cantor e compositor Anair de Castro Tolentino, mais conhecido como Jack, considerado um dos maiores compositores do país.

Ele escreveu mais de 1 mil canções, muitas ficaram famosas.

O artista, nascido em Patos de Minas (MG), deixa um legado de centenas de músicas gravadas e sucessos que marcaram gerações.

Jack começou a sua carreira musical aos sete anos de idade, aprendendo a tocar cavaquinho. Ao longo dos anos, o cantor fez parte de diversas duplas sertanejas, como ‘Jack e Jango’, ‘Jaque e Jonas’ e ‘Jack e Javan’. Com uma carreira consolidada, o artista se destacou como compositor, tendo suas músicas gravadas por grandes nomes da música sertaneja, como Chitãozinho e Xororó, Sérgio Reis, Matogrosso e Mathias, entre outros.

Entre as composições mais famosas de Jack, destacam-se ‘Caminhoneiro’, sucesso na voz de Sérgio Reis, ‘Menina da Aldeia’, gravada por Lourenço e Lourival, e ‘Uma Noite Especial’, interpretada por Chitãozinho e Xororó. Ao todo, o artista compôs mais de 100 músicas, que ficarão eternizadas no cenário da música sertaneja.

Além de ser um grande compositor, Jack também se destacava como intérprete, com sua voz marcante e inconfundível.

O artista era muito querido pelos fãs e pelos colegas do meio musical, que lamentaram a sua morte nas redes sociais.

Descanse em paz meu querido amigo Jack.

Nasceu em 07/09/ 1943 e faleceu em 20/02/2023.

 

Cantinho da Saudade

Miguel Servan Vidal, nasceu em Mirassol, interior do Estado de São Paulo, no dia 1 de janeiro de 1936, e Ana Servan Vidal, nasceu em Onda Verde, também no interior Paulista, no dia 15 de dezembro de 1941, integram o famoso ‘Duo Glacial’, que na década de 60, conseguiu a venda de mais de um milhão de discos com a música ‘Poeira’. Por erro ortográfico, o Servan dos irmãos Miguel e Aninha começa com a letra ‘S’, enquanto que os demais irmãos e familiares possuem o sobrenome Cervan registrado corretamente.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x