18 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Notícias

Jornal Primeira Página > Notícias > Novo vírus da dengue pode causar epidemia

Novo vírus da dengue pode causar epidemia

05/10/2011 11h04 - Atualizado há 13 anos Publicado por: Redação
Novo vírus da dengue pode causar epidemia

Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Edel Zóia alerta para o risco de um surto de dengue devido à chegada de um novo vírus da doença, o tipo 4 - Foto Daniel MonteiroO chamado do governo do Estado de São Paulo, anteontem (3), a 283 cidades com alto risco de dengue (dentre elas São Carlos), para um encontro estadual que apresentou o novo Plano Estadual de Intensificação das Ações de Vigilância e Controle da Dengue para o período 2011-2012 deixou em alerta autoridades responsáveis pelas ações de combate à doença no município.

Primeiro porque São Carlos, apesar dos baixos índices da doença, encontra-se em uma região de alta vulnerabilidade de dengue, por sua localização geográfica (região central do estado e rota de acesso à quase todas as cidades em seu entorno) e pelo perfil flutuante de sua população (com grandes migrações de alunos, que estudam nas universidades mas advém de outros municípios e vice-versa).

Segundo por conta da chegada de um novo vírus da dengue, o tipo 4, que até o final de 2010 ainda não havia se manifestado no Brasil, mas que hoje já preocupa órgãos públicos voltados aos cuidados de endemias.

“Independente das ações que tomemos, a perspectiva é de que o número de casos de dengue aumente, significativamente, nesse ano, por conta da chegada do novo vírus da dengue, uma vez que a grande maioria população está exposta à doença, por não haver nenhuma imunização nas pessoas”, alerta Edel Zóia, coordenadora da Vigilância Epidemiológica de São Carlos.

O temor justifica-se. Um levantamento do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em parceria com a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), classificou os municípios do estado de acordo com indicadores como série histórica de dengue, índices de infestação predial e densidade populacional, por exemplo. Levando-se em conta a localização de São Carlos, seus fatores de risco e sua proximidade com Araraquara e Ribeirão Preto, cidades que hoje enfrentam epidemias de dengue antes mesmo do período crítico da doença, há a possibilidade de haver mais casos da doença.

A entrada em circulação do novo vírus da doença, o tipo 4, no Estado, aumenta o número de pessoas suscetíveis à dengue, ampliando o risco de casos graves e óbitos, principalmente em regiões mais suscetíveis, como a de São Carlos.

“Hoje o município, mantém uma equipe permanente de combate a dengue, que percorre casas e pontos estratégicos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, além de promover, nos períodos de maior incidência da doença, o Mutirão Cidade Limpa, que intensifica o trabalho. Essa ação, associado ao trabalho da equipe fixa, mais a participação da população, faz com que o município esteja com a doença controlada. Se um desses fatores falhar ou se desequilibrar, devido à vulnerabilidade da cidade, São Carlos corre sério risco de ver a dengue se instalar, com força total no município”, ressalta Edel.

Mesmo assim, é previsto que os casos aumentem, caso não haja um trabalho conjunto da sociedade, aliada ao governo municipal, e também uma ação efetiva entre os municípios, para minimizar os riscos de uma epidemia.

“Se pensarmos que a transmissão da dengue, para ela ter início no município, é necessário chegar alguém doente e ter alguém doente. Se chega alguém doente, nós temos de detectar precocemente e acompanhá-lo, fazendo o trabalho de quarentena no entorno de onde ele mora, evitando um surto. Assim também devem agir os outros municípios, numa força tarefa, senão há a possibilidade real, devido à entrada do novo vírus, de uma epidemia”, finaliza Edel. (DANIEL MONTEIRO) {jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x