13 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > 140 detentos são capturados violando a saída temporária no Estado Paulista

140 detentos são capturados violando a saída temporária no Estado Paulista

Quase 470 criminosos foram reconduzidos ao sistema penitenciário em menos de uma semana

19/03/2024 05h17 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
140 detentos são capturados violando a saída temporária no Estado Paulista FOTO: JEAN GUILHERME / JORNAL PRIMEIRA PÁGINA

REPORTAGEM: ASSESSORIA DE IMPRENSA / SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DE SÃO PAULO

A Polícia Militar do Estado de São Paulo prendeu no fim de semana, nos dias 16 e 17, 140 detentos com direito à saída temporária descumprindo as medidas judiciais. Desde o primeiro dia do benefício, 469 criminosos foram reconduzidos ao sistema penitenciário.

A primeira saída temporária do ano começou na terça-feira (12), com término na segunda-feira (18). Só no primeiro dia, 78 detentos foram reconduzidos ao presídio por descumprir as medidas impostas pela Justiça para a obtenção do benefício. O detento precisa cumprir uma série de requisitos, como não frequentar bares, permanecer na cidade indicada à Justiça e ficar em casa entre as 20h e as 6h do dia seguinte.

Em São Paulo, desde o ano passado, todo detento flagrado violando as regras é reconduzido ao estabelecimento prisional, conforme prevê uma portaria da Secretaria da Segurança Pública (SSP) com o aceite da Secretaria de Administração Penitenciária.

Além disso, o acordo de cooperação entre a SSP e o Tribunal de Justiça de São Paulo permite que os policiais tenham acesso aos processos dos réus que cumprem a pena fora das prisões. Dessa forma, é possível verificar durante a abordagem se as regras da saída temporária estão sendo cumpridas.

Uma resolução no Diário Oficial do Estado estabeleceu que os sentenciados identificados em descumprimento das condições impostas “deverão ser conduzidos a uma unidade do Instituto Médico Legal da Capital para realização do exame de corpo de delito”. Após o exame pericial, o policial responsável pela condução deverá levar os sentenciados aos Centros de Detenção Provisória ou para a Penitenciária Feminina da capital.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x