21 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > DIG prende vidraceiro que tentou matar comerciante no Maria Stela Fagá

DIG prende vidraceiro que tentou matar comerciante no Maria Stela Fagá

Acusado está condenado pelo crime de tentativa de homicídio, ocorrido em 22 de dezembro de 2019

08/05/2024 16h49 - Atualizado há 2 semanas Publicado por: Redação
DIG prende vidraceiro que tentou matar comerciante no Maria Stela Fagá Foto - JornalPP

Reportagem – JornalPP

Um vidraceiro de 30 anos, que estaria constando na situação de procurado pela Justiça, depois de ser condenado pela prática do crime de tentativa de homicídio contra um comerciante de 44 anos, em 22 de dezembro de 2019, no Maria Stela Fagá, foi preso pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais), no decorrer da última terça-feira (7), em São Carlos (SP).

O crime ocorreu por volta das 2h de 22 de dezembro de 2019, nas dependências de um bar, situado na Rua Domingos Juliano. Segundo o apurado, o acusado havia se envolvido em uma discussão com a vítima no interior do referido estabelecimento, e na ocasião em ato continuo teria deixado o comércio, e regressado ao local instantes após, em posse de uma arma de fogo, desferiu tiros contra o proprietário do local, que alvejado nas costas caiu ao solo ferido, enquanto o atirador fugiu com a arma, tomando rumo ignorado.

Socorrido até o SMU (Serviço Médico de Urgência) da Santa Casa de São Carlos (SP), a vítima foi submetida a cirurgia e felizmente resistiu aos ferimentos, tendo uma nova chance de vida. Através de trabalhos investigativos realizados diante dos fatos, a DIG conseguiu identificar o atirador, sendo o mesmo indiciado e pronunciado pelo crime de tentativa de homicídio, onde ao ser levado ao plenário do Tribuna do Júri de São Carlos (SP), o vidraceiro foi condenado ao cumprimento de pena de 7 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado.

Diante da decisão do Júri Popular, seus defensores recorreram ao Tribunal de Justiça, que em acordão manteve a decisão do Tribunal do Júri, sendo expedido um mandado de prisão em desfavor do acusado no final de abril, onde em posse da ordem judicial, os policiais civis deram o cumprimento ao mandado, logrando êxito em localizar e deter o vidraceiro, que após ser encaminhado para a sede da DIG, onde o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência, foi recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos (SP) e posteriormente encaminhado ao ADP (Anexo de Detenção Provisória) de Araraquara (SP), onde permanece a disposição da Justiça.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x