21 de Maio de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Discussão por causa de carro turbo termina em violência doméstica no Jacobucci

Discussão por causa de carro turbo termina em violência doméstica no Jacobucci

Vítima ficou lesionada no nariz e testa após ser golpeda por companheiro, que fugiu com o seu veículo e seu filho menor

22/04/2024 08h22 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
Discussão por causa de carro turbo termina em violência doméstica no Jacobucci Foto – JornalPP – Arquivo

Reportagem – JornalPP

Uma mulher de 35 anos ficou lesionada na tarde do domingo (21), depois de ter sido vítima de violência doméstica, praticada pelo companheiro, um homem de 38 anos, após uma discussão devido a um carro turbo, na Vila Jacobucci, em São Carlos (SP).

O fato ocorreu por volta das 15h45, na Rua Júlio Prestes de Albuquerque. De acordo com a mulher, que por meios próprios procurou pela CPJ (Central de Polícia Judiciária), ela mantém uma relação com o acusado de aproximadamente 10 anos e meio, e como fruto deste ‘amor’, ambos possuem um filho em comum, menor de idade e autista. Segundo a vítima, o acusado gosta de carros turbo, e há aproximadamente um ano e meio, começou este a gastar o dinheiro da família com seu Chevrolet Chevette, e por este motivo se deu início a uma nova discussão entre as partes, que até então nunca havia passado de agressões verbais.

Diante do entrevero do casal, a mulher decidiu então em retirar o aparelho rastreador de seu automóvel, um Volkswagen Up, momento em que o homem foi em sua direção e passou a falar que iria pegar sua carteira que estava no veículo, para não ser roubado por ela. Dada ocasião, a mulher baixou o capô do Chevette do companheiro, e este irritado passou a empurrá-la violentamente, dando chutes para afastá-la, sendo que a feminina acabou por quebrar o vidro do carro do acusado, diante da irritação com a discussão, e este ao se deparar com tal situação investiu contra a mulher, dando socos ou tapas no seu rosto, quebrando seus óculos e provocando as referidas lesões no nariz e também na testa da vítima.

Ao ser pega pelo braço e ser levada para dentro da casa, a mulher tentou ligar via 190 para a Polícia Militar, porém foi impedida pelo agressor, onde posteriormente ao conseguir se comunicar com o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar), o acusado ao notar o fato trancou toda a casa e se retirou da moradia com o filho menor de idade, onde utilizando do Volkswagen Up da mulher, empreendeu fuga, tomando rumo ignorado.

Com base nas versões apresentadas na CPJ à delegada de polícia, Denise Gobbi Szakal, a autoridade policial determinou pelo registro de Boletim de Ocorrência de Violência Doméstica e Injúria, sendo ainda solicitada pela vítima a Medida Protetiva de Urgência contra o agressor.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x