28 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Homem é baleado e morre ao tentar invadir prédio no Jardim Paraíso

Homem é baleado e morre ao tentar invadir prédio no Jardim Paraíso

Major do Exército na ativa, que estaria visitando a filha, tentou intervir junto aos acusados, onde na resistência um deles foi alvejado

28/12/2023 14h41 - Atualizado há 2 meses Publicado por: Redação
Homem é baleado e morre ao tentar invadir prédio no Jardim Paraíso Fotos Jean Guilherme

Reportagem: Jean Guilherme

Um homem, ainda não identificado, morreu na tarde desta quinta-feira (28), ao tentar invadir um prédio e ter sido baleado por um Major do Exército Brasileiro, no Jardim Paraíso, em São Carlos (SP).

O fato ocorreu na Rua Dona Maria Jacinta. De acordo com o apurado, no período da manhã um dos apartamentos do residencial havia sido invadido por criminosos, que na ocasião subtraíram mediante ao crime de furto diversos pertences dos moradores.

No decorrer da tarde, enquanto a sindica e os moradores analisavam as câmeras do circuito interno de monitoramento do prédio, foi possível notar o exato momento em que três indivíduos novamente tentavam invadir o local, onde com o intuito de impedir a ação delituosa, os residentes da edificação interviram ao fato, entrando em luta corporal com os acusados.

Ao notar o entrevero, o Oficial das Forças Armadas que estaria no local em visita a sua filha, tentou intervir em tal situação e conter os indivíduos até a chegada do policiamento, porém ouve resistência por parte do trio, e ao notar a investida contra a sua pessoa, o Major sacou do seu armamento e desferiu vários tiros, sendo que um deles atingiu uma das pernas do acusado, alvejando a veia femoral do indivíduo. Os outros dois comparsas lograram êxito na evasão, e até o momento não foram encontrados.

Via 192 foi acionado por socorro junto ao SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), onde empenhadas, as Motolâncias e também a equipe médica da USA (Unidade de Suporte Avançado) se deslocaram até a edificação, podendo apenas o óbito do rapaz baleado ser atestado em decorrência de tal intervenção.

A Polícia Militar com auxílio da Guarda Municipal, realizaram a preservação da área até a chegada do delegado de polícia, João Fernando Baptista, que chefiava a CPJ (Central de Polícia Judiciária), bem como da Polícia Técnico-Científica e da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), para a realização dos trabalhos periciais e de policiamento judiciário, sendo ao término das intervenções o corpo do indivíduo liberado para a funerária de plantão, que o encaminhou para o IML (Instituto Médico Legal) de São Carlos (SP).

O caso foi apresentado pela equipe do RPP (Rádio Patrulhamento Padrão) da Polícia Militar na CPJ (Central de Polícia Judiciária), onde foi elaborado registro de Boletim de Ocorrência, e apreendido um carrinho de compras que era utilizado pelo bando no momento do conflito, e foi deixado no local dos fatos.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x